Compartilhe esta notícia!

VITOR MORETTI – ARAÇATUBA

O inverno começou às 18h44 desse sábado (20) no Brasil. Na região de Araçatuba, a estação será de mais frio do que os últimos dois anos e pouca chuva. A umidade relativa do ar poderá a ficar abaixo dos 20% em algumas semanas. Enquanto isso, os ipês encantam toda a cidade na despedida do outono.

Ontem foi o dia mais curto do ano com a noite mais longa. De acordo com o climatologista Vagner Camarini Alves, o inverno neste ano se aproximará da média histórica, ou seja, será mais frio do que os últimos dois anos.

“Não é que vai fazer mais frio. É que em 2018 e 2019 nós tivemos um inverno mais quente, fora do normal. Em 2020, as temperaturas tendem a ficar equilibradas”, explicou.

A previsão, de acordo com o especialista, é a de que o período mais frio seja na segunda quinzena de julho, daqui aproximadamente um mês. Uma frente fria com massa de ar polar vai se aproximar da região, derrubando a temperatura. A mínima deve ficar entre os quatro e cinco graus. Depois, os termômetros sobem gradativamente, chegando a atingir 33°C de máxima.

 

CHUVA

O inverno será bastante seco nas regiões Oeste e Noroeste paulista, de acordo com o climatologista. Deve chover, no máximo, de 30 a 40 milímetros em julho. A mesma quantidade é esperada em agosto. Após, a previsão é de uma estiagem, que pode durar de 30 a 50 dias.

A consequência disso será na umidade relativa do ar, que já se encontra baixa em muitas cidades. Ela deve piorar ainda mais, atingindo níveis críticos, abaixo de 20% entre o fim de julho e o início de agosto.

“Esse índice deve ser ainda mais baixo no norte do estado, nas regiões de Ribeirão Preto e São José do Rio Preto”, complementou Camarini.

As chuvas só voltarão à normalidade em meados do mês de setembro. E será no dia 22 do mesmo mês que o inverno termina e dá-se início à primavera.


Compartilhe esta notícia!