Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – BIRIGUI

Quando se fala de cidades inteligentes, muitos imaginam prédios cheios de recursos tecnológicos e pessoas mergulhadas nos aplicativos do mundo digital. É verdade que há muita tecnologia e redes de comunicação e informação envolvidas.
Diversas soluções são desenvolvidas para atender aos desafios sociais, climáticos e logísticos das cidades. Nesta gama de produtos, são desenvolvidos, sob o olhar da indústria 4.0, sensores capazes de captar dados e enviá-los a ambientes seguros, como a nuvem, onde ficam acessíveis para análise e acompanhamento.
Equipamentos como estes tornaram-se essenciais para o monitoramento de performance de diversas estruturas mecânicas e tecnológicas das smart cities.
“Esse conceito de cidade inteligente abrange cidades que otimizam a utilização dos recursos para servir melhor os cidadãos, isso vale para a mobilidade, energia, meio ambiente ou para qualquer serviço necessário à vida das pessoas”, disse o secretário de Meio Ambiente de Birigui, Juliano Salomão.
Na manhã desta sexta-feira, 29 de maio, o diretor empresa Sonni Tech, João Eduardo Carnielo Pereira (vencedora da licitação da implantação de softwares modulares para a gestão pública) esteve em reunião com o secretário Juliano Salomão e com o secretário de Serviços Públicos de Birigui, Rafael Polizel.
No encontro, alinharam sobre o processo de implantação de software, que irá facilitar a vida dos moradores.
“O próximo passo será a integração com a diretoria de inovação tecnológica e comunicação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura Municipal”, explicou o secretário Rafael Polizel.
A implantação do sofware para ‘transformar’ Birigui em uma cidade inteligente está sendo trabalhada desde o primeiro semestre de 2017.
Segundo os participantes da reunião, o software que será implantado contempla vários módulos de gestão, sendo:

Módulo Gestão de Postura
As equipes de fiscalização de Postura deverão utilizar este módulo para registro de todas as leis de postura, produzindo relatórios, automatizando informações, garantindo economia de tempo e recursos.

Módulo Gestão de Epidemiologia
As equipes de controle de vetores deverão utilizar este módulo para registro de toda a atuação do Setor de Saúde no que diz respeito as ações de combate ao mosquito e outros vetores, interligando Unidades Básicas de Saúde, Laboratórios, Vigilância, Sisa web do Governo do Estado de São Paulo e população.

Módulo Gestão de Resíduos Sólidos
Este módulo deverá fazer a Gestão Completa do Resíduo da Construção Civil, garantindo que o Agente Gerador dará de fato o destino correto ao resíduo por ele gerado.

Módulo Gestão de Arborização
Neste módulo os Gestores de Meio Ambiente poderão acompanhar, autorizar as Solicitações feitas pela população no tocante a Poda ou Remoção de Árvores, assim como, toda a Gestão Eletrônica do Inventário Arbóreo, dessa forma os munícipes não precisarão mais ir até a Secretaria para retirar as licenças, poderá ser feito pelo celular, tablets ou pelo computador.

Módulo Gestão de Veículos
Neste módulo os Gestores dos Veículos poderão acompanhar em tempo real o status completo de cada veículo da Frota e controlar o gerenciamento de abastecimento e manutenção preventiva e corretiva da frota municipal.
A partir da implantação individual de cada módulo, tanto a gestão pública quanto os munícipes ganharão em agilidade e economia de recursos.
“A ideia é facilitar o fluxo de informação introduzindo celulares, tablets e computadores na facilitação de atividades do dia a dia”, completou o secretário Rafael Polizel.

 


Compartilhe esta notícia!