Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Após forte pressão de entidades, da população, do Jornal Liberal, Clube FM e Jovem Pan FM, o município de Araçatuba, enfim, terá a tão esperada flexibilização das atividades comerciais com uma diferenciação em relação ao Plano do governador João Doria.

Depois de muita pressão de entidades, representantes, empresários e imprensa, Araçatuba poderá reabrir bares, restaurantes e similares, além de salões de beleza, a partir de segunda-feira. A medida não estava prevista no plano do governador, que colocou Araçatuba no setor “Laranja”, onde bares, restaurantes e salões de beleza deveriam permanecer fechados.

Foram diversas as reuniões pressionando o prefeito Dilador Borges (PSDB) com setores do comércio, de bares e restaurantes durante os mais de dois meses de duração da quarentena. Também foram feitas reuniões específicas com donos de academias, que segundo o plano estadual e o plano municipal, deverão permanecer fechadas, mesmo tendo sido consideradas como atividades essenciais através de decreto federal baixado pelo presidente Jair Bolsonaro.

As solicitações populares foram atendidas em coletiva de imprensa no do paço municipal ocorrida no final da tarde de ontem. Com a presença prefeito Dilador, Coronel Borella e outros assessores, foi anunciada a flexibilização para bares, restaurantes e salões de beleza e, desta vez, sem a possibilidade de interferência negativa da Justiça, segundo membros do governo Dilador Borges.  E vai “Dentro do plano de flexibilização do governo já consta uma autonomia para os prefeitos analisarem, buscando as condições de saúde para que possa fazer isso”, disse o prefeito Dilador em entrevista coletiva.

Porém, nota enviada pela assessoria de imprensa do governo do estado, não deixa tão clara essa autonomia do município. No texto, diz em trecho que há autorização para que prefeitos possam flexibilizar setores. “As normas do Estado autorizam prefeitos de cidades a conduzir e fiscalizar a flexibilização de setores segundo as características dos cenários locais”, diz trecho do texto. Já em outro trecho, explica que na fase “Laranja”, na qual Araçatuba se encontra, bares e restaurantes devem permanecer fechados “A etapa laranja, que abrange a capital e outras dez regiões no interior e litoral norte, prevê retomada com restrições a comércio de rua, shoppings, escritórios, concessionárias e atividades imobiliárias. Os demais serviços não essenciais continuam fechados”, diz este outro trecho.

O presidente do sindicato patronal de hotéis, bares, restaurantes e similares de Araçatuba, Euflávio de Carvalho, foi pego de surpresa com a informação sobre a abertura em Araçatuba já na próxima segunda-feira de estabelecimentos do ramo. Ele comemorou a informação, mas ainda se disse preocupado com o coronavírus. “Pelo que eu estava sabendo seria a partir do dia 15. Preciso me inteirar da situação e ter certeza”, disse em conversa rápida ao telefone com a reportagem de O LIBERAL REGIONAL.

De acordo com a secretária de saúde, Carmen Guariente, tanto governo estadual quanto a prefeitura, através de sua pasta, farão o acompanhamento da evolução do número de casos de covid-19 em Araçatuba durante 15 dias, com a possibilidade de aumentar ou diminuir a flexibilização dependendo dos resultados. “Segundo o plano é uma avaliação conjunta, portanto o governo estadual vai estar seguindo e nós também. Então nós temos o nosso comitê, tem o comitê regional e o comitê do estado estarão acompanhando diariamente estes dados. Se vir que aumentou e há um risco para a população, nós já vamos tomar as decisões”, afirmou a secretária.

Representantes de vários setores da economia terão novas reuniões com o poder público municipal entre hoje e amanhã para a definição dos protocolos de segurança para a reabertura.

Decreto com todas as orientações necessárias para lojistas e empresários deverá ser publicado até amanhã, para que as novas diretrizes estejam em vigor a partir de segunda-feira, dia 1º de junho.

a5 Comércio fechado


Compartilhe esta notícia!