Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – PENÁPOLIS

Está previsto para esta quarta-feira o início do funcionamento do Centro de Referência Regional da Covid-19, em Penápolis. O serviço, que terá atendimento regional, conforme O LIBERAL REGIONAL noticiou em 11 de abril. As adequações no antigo Hospital Luís Valente, onde ocorrerão os trabalhos, foram concluídas na semana passada. O local foi denominado oficialmente Hospital de Campanha Covid-19 para os municípios da região dos consórcios.

A reestruturação da unidade para atender, exclusivamente, casos de coronavírus resultou de parceria do município com o Estado e a AHBB (Associação Hospitalar Beneficente do Brasil), organização social que administra a Santa Casa, locadora da sede do hospital.

Pelo acordo, coube à Prefeitura deixar a estrutura funcional pronta – com respiradores, camas, entre outros equipamentos e objetos. A AHBB ficou responsável pela contratação de mão de obra. No total, 80 profissionais foram admitidos para compor a equipe administrativa, de enfermagem e médica. Já o Estado fez o credenciamento de leitos e o custeio.

O centro de referência conta com 20 leitos de enfermaria e dez, de UTI. A Secretaria de Estado da Saúde os habilitou enviou para credenciamento junto ao Ministério da Saúde no último dia 13, segundo informou a administração municipal.

Em nota divulgada pela assessoria de imprensa da Prefeitura, o secretário municipal de Saúde, Wilson Carlos Braz, explicou que os leitos estarão inseridos no Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) para atendimento de toda região.

“Vale ressaltar que os penapolenses terão prioridade no atendimento do Centro, pois há uma ligação direta com o Pronto-Socorro. Caso um paciente passe pelo PS e seja constatada a Covid-19, ele será encaminhado diretamente para o nosso centro”, esclareceu.

A implantação do centro de referência foi acertada entre o prefeito Célio de Oliveira (sem partido) e o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) no começo de abril. Com isso, Célio espera evitar um eventual afogamento na Santa Casa que, hoje, conta com dez leitos de Unidade Terapia Intensiva, mas para atender todas as patologias.

Atualmente, o prédio do antigo hospital é alugado pela Santa Casa para desenvolvimento de projetos futuros. Mas, como o imóvel estava vazio, a administração municipal decidiu estruturá-lo para a criação do centro de referência.

ETAPAS

Na última semana, grande parte dos equipamentos médicos e mobiliários foi entregue para o funcionamento da unidade de saúde. Toda a equipe de profissionais já foi contratada e inicia o trabalho nesta segunda-feira. A escala de profissionais, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, já está pronta.

A unidade conta com sistema de desinfecção individual por pulverização contra vírus e bactérias. O equipamento é utilizado para desinfecção por passagem de pessoas, cadeiras de rodas, andadores, equipamentos e bicicletas, evitando a proliferação do coronavírus.


Compartilhe esta notícia!