Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

Diferentemente das capitais, nos hospitais de Araçatuba, casos do novo coronavírus não chegam a ocupar a totalidade dos leitos disponíveis em UTIs.

Referência no atendimento de média e alta complexidade para pacientes de 40 municípios da região, a Santa Casa de Araçatuba tem, em sua UTI Geral Adultos, um terço dos leitos ocupados por casos de covid-19. O balanço foi divulgado ontem pelo próprio hospital a pedido do jornal O LIBERAL REGIONAL.

Segundo a instituição, hoje, naquela Unidade de Terapia Intensiva, há 12 leitos disponíveis. Nove deles estão ocupados por pacientes gerais, enquanto três por casos notificados do novo coronavírus – dois dos quais com exame positivo para a doença. Esses dois casos, coincidentemente, são de mulheres de 83 anos – uma de Araçatuba; outra de Guararapes.

A outra das quatro UTIs do hospital destinada a pacientes com covid é a Neonatal. Lá, a ocupação por casos relacionados à pandemia é menor ainda. De acordo com a assessoria de imprensa, da Santa Casa, dos 12 leitos disponíveis no setor, nove estão ocupados. Dentre eles, apenas um é de caso notificado de coronavírus: um bebê do sexo feminino, de dois meses, que já estava internado na unidade e teve material coletado para investigação de covid-19.

A Santa Casa ponderou que este cenário foi o observado ontem. Nesta semana, o número máximo de internados na UTI Geral Adultos chegou a seis, dentre positivos e suspeitos.

UNIMED

Já no Hospital Unimed, foram destinados 27 leitos para o tratamento da doença: 17 de isolamento na internação e dez na UTI Adulto. Todos eles são exclusivos para o atendimento de coronavírus, conforme recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde) e do Ministério da Saúde.

Em ambos os espaços, a reportagem apurou que praticamente não há diferenças em relação ao cenário observado na Santa Casa. No leito de isolamento, até o final da tarde de ontem, havia apenas um paciente suspeito para covid-19.

Na UTI Adulto, há dois casos positivos para o novo coronavírus, sendo um em ventilação mecânica. Há ainda um caso suspeito para covid-19, intubado e em ventilação mecânica.

Nessa sexta-feira, na Unimed, a alta de uma paciente de 46 anos que estava internada foi marcada pela emoção. Ao som de sininhos e com bexigas nas mãos, funcionários do setor de enfermaria e da equipe médica saudava a paciente, que deixava o espaço em cadeira de rodas.

COMPARAÇÃO

O retrato das UTIs em Araçatuba revela uma situação oposta à das capitais brasileiras, onde, em muitos hospitais, o serviço disponível não tem conseguido atender a demanda.

Em todo o Brasil, são 145 mil casos confirmados e 9.897 mortes provocadas pela doença.


Compartilhe esta notícia!