Home Cidades Araçatuba Com austeridade, Santa Casa reduz déficit financeiro em 40,4% no ano passado

Com austeridade, Santa Casa reduz déficit financeiro em 40,4% no ano passado

9 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

A diretoria da Santa Casa de Araçatuba divulgou no final do mês de março Balanço Patrimonial que trouxe demonstrativo detalhado sobre a movimentação financeira realizada pela instituição de janeiro a dezembro de 2019.  Os números refletem 10 meses de gestão da diretoria presidida pelo provedor Claudionor Aguiar Teixeira.

Um dos destaques do documento é a redução 40,4% do déficit financeiro em relação à 2018. O déficit mensal acumulado passou de R$ 16.602.100,68 registrados em 2018, para R$ 9.892.499,47, em 2019.  De acordo com o administrador, Mauro Inácio da Silva, a expressiva redução foi obtida pela “determinação da diretoria em estancar um processo que levaria à paralisação de boa parte dos serviços prestados, quando não, de todo o hospital”.

O plano de recuperação foi iniciado logo após a posse da diretoria presidida pelo provedor Claudionor Aguiar Teixeira, ocorrida em fevereiro de 2019.  “Passamos a equacionar os contratos deficitários, a exercer rígido controle sobre as compras negociando exaustivamente os orçamentos, e a disciplinar a regulação de pacientes vindos de cidades para as quais o hospital não é referência em Média Complexidade. Na Alta Complexidade, que somos referência para os 40 municípios, passamos a dimensionar através da equipe médica da CROSS (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde) o que a urgência e emergência daquilo que é eletivo (atendimento não urgente)”, afirmou o administrador da Santa Casa de Araçatuba, Mauro Inácio da Silva ao detalhar os critérios que possibilitaram a redução do déficit anual.

O administrador também informa que o realinhamento não causou impacto negativo à assistência aos pacientes. Ao contrário, no ano passado, a instituição registrou aumentos significativos no atendimento das principais demandas. Um dos exemplos é a realização de procedimentos cirúrgicos, cuja média em 2019 foi de 83 cirurgias/dia, com picos de 103 cirurgias/dia registrados em alguns meses.

 

Para atender as novas demandas, a estrutura de atendimento precisou ser ampliada através da contratação de mais funcionários, compra de mais insumos, reformas de prédios e aquisições de equipamentos, na maioria dos casos com recursos próprios da instituição. Mesmo assim, quando comparadas com o desempenho no ano anterior, as despesas da instituição não subiram e registraram  até ligeira queda financeira. Em 2018 o total das despesas foi R$ 140.688.692,76, e em 2019 R$ 140.439.985,99.

 

O Balanço Patrimonial também revela que as receitas da Santa Casa de Araçatuba subiram 5,2% em 2019 em relação a 2018, passando de R$ 124.086.592,08 para R$ 130.547.486,52.   A entrada de novos contratos de prestação de serviços médico-hospitalares que continua sendo uma das metas da diretoria, e  os recursos do ensino universitário contribuíram para a elevação.

Os aportes  também foram impulsionados pela entrada de recursos extras, captados por uma comissão especial criada pela diretoria para atrair verbas governamentais e doações pelas comunidades para as quais o hospital é referência de atendimento especializado.  O recebimento de emendas parlamentares por exemplo, passou de pouco mais de R$ 1 milhão obtidos em 2018 para R$ 3.250.000,00 em 2019. Paralelamente, a Comissão de Captação de Recursos garantiu ao hospital R$ 627.143,57 obtidos através de promoções, campanhas e doações pela comunidade.

 

Na ajuda vinda dos municípios, Araçatuba tem se posicionado de forma mais parceira através da administração municipal  e da comunidade. No entanto dentre as demais 39 cidades que utilizam o hospital, o apoio ainda é tímido principalmente dentre os municípios de médio porte. As cidades de pequeno porte têm contribuído mais assiduamente, como por exemplo Santópolis do Aguapeí, Gabriel Monteiro, Bilac, Brejo Alegre e Braúna.

 

Grupos voluntários, empresas, escolas e iniciativas pessoais vindas de cidades da região como, Andradina, Birigui e Santo Antônio do Aracanguá também apoiaram o hospital com doações gerais. Em 2019, a Santa Casa de Araçatuba recebeu 8,7 toneladas de alimentos, e 216 doações diversas que contemplaram a instituição de pães a equipamentos de tecnologia de ponta e totalizaram R$ 212.528,49.

 

 

Números

 

O enxugamento das despesas e a readequação dos serviços médico-hospilares não  reduziu o atendimento  especializado, missão da Santa Casa de Araçatuba. No ano passado, os diversos serviços prestados pelo complexo hospitalar realizam 783.868 procedimentos médico-hospitalares. Neste total, os índices de atendimento aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) ultrapassaram os 60% pactuados com o Ministério da Saúde, variando entre 70% e 85%, em especialidades com forte demanda como, nefrologia e oncologia, os índices de atendimento chegam a próximo de 95%.

 

NÚMEROS

Principais demandas atendidas pelo complexo hospitalar em 2019

 

 

  • 51.521 atendimentos de Urgência e Emergência
  • 46.062 procedimentos de nefrologia, dentre consultas e sessões de hemodiálises realizadas pelo Hospital do Rim
  • 42.820 procedimentos oncológicos realizados pelo Centro de Tratamento Oncológico (CTO) e Central de Radioterapia
  • 20.892 cirurgias de Alta e Média complexidades.

 

Central de Nutrição e Dietética: 583.140 refeições, 45.995 frascos de dietas enterais e 91.373 mamadeiras.


Compartilhe esta notícia!