Home Cidades Araçatuba Manifestantes usam máscaras durante carreata pela abertura do comércio

Manifestantes usam máscaras durante carreata pela abertura do comércio

7 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

Alguns manifestantes utilizaram máscaras durante uma manifestação ocorrida na manhã deste sábado nas principais ruas e avenidas de Araçatuba com o objetivo de pressionar autoridades pela reabertura do comércio.

Mesmo protestando contra a quarentena decretada pelo Governo Estadual, e que vai até o próximo dia 7 de abril como forma de tentar combater a propagação do novo coronavírus, alguns participantes se mostraram preocupados com a doença, se utilizando do acessório que é recomendado pelo Ministério da Saúde quando a pessoa foi acometida por algum vírus, como forma de proteção aos demais.

O protesto foi realizado em forma de carreata, passou por diversas ruas e avenidas da cidade, e contou com muitos veículos. A concentração ocorreu, como tradicionalmente tem acontecido nos últimos anos, na Avenida dos Araçás, em frente à loja de departamentos Havan. No início do trajeto, os carros passaram pela Avenida Waldir Felizola de Moraes, chegando à Pompeu de Toledo, seguindo logo depois pela Avenida Brasília e subindo a Rua Luiz Pereira Barreto, se dissipando na chegada à Praça Rui Barbosa. O trajeto foi feito em pouco mais de uma hora.

Segundo os organizadores da carreata, o objetivo é de sensibilizar as autoridades locais e estaduais para a volta do funcionamento do comércio, já que, segundo eles, as lojas fechadas causarão um grande prejuízo econômico para a cidade.

De acordo com o decreto assinado pelo Governador João Dória (PSDB) no sábado dia 21 de março, o período de quarentena vai durar ao todo duas semanas. O início foi na última terça-feira, dia 24 de março, e a previsão de encerramento é na terça-feira da semana que vem, dia 7 de abril. A medida foi tomada também em vários estados como Rio de Janeiro e Minas Gerais, e em diversos países que sofrem com a pandemia, como Itália, Espanha, França, Estados Unidos e Argentina, como forma de combater o vírus.

Carreata também ocorreu em Birigui no dia anterior

Em Birigui, carreata semelhante aconteceu na final da tarde de sexta-feira. De acordo com a Polícia Militar, os carros saíram da Avenida Youssef Ismail Mansour e percorreram ruas próximas em manifestação que durou aproximadamente meia hora.

Movimento em Andradina foi suspenso pela Justiça

Também na sexta-feira, conforme noticiamos na edição de ontem do jornal O LIBERAL REGIONAL, a Justiça de Andradina proibiu a realização de evento semelhante na cidade. Os organizadores dariam início à concentração no final da tarde na Avenida Guanabara, a principal via de entrada e saída do município. Uma determinação judicial, porém, impediu a manifestação. Policiais Militares foram autorizados a agir e dissipar o movimento caso notassem aglomeração de pessoas ou veículos no local marcado para a partida.

Maior preocupação com a economia partiu do Presidente

Na última quarta-feira, em pronunciamento realizado em cadeia nacional de rádio e televisão, o Presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) defendeu a reabertura do comércio, afirmando que a economia não pode parar.

No dia seguinte, em reunião por videoconferência com os governadores, foi durante criticado pelo Governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que manteve o decreto de quarentena em todo o estado.

Cidades da região eram a favor de quarentena antes do decreto estadual

Antes de decreto assinado pelo Governador João Dória, as cidades de Andradina, Lins e Birigui já tinham anunciando o fechamento do comércio através de decreto municipal. A decisão havia sido tomada na sexta-feira, dia 20 de março, um dia antes do anúncio feito pelo Governador do Estado.

Araçatuba, até então, havia deixado a abertura do comércio facultativa, mas após o decreto estadual publicado, o Prefeito Dilador Borges (PSDB), gravou um vídeo demonstrando apoio à decisão do Chefe do Executivo Estadual.

Carreata comércio


Compartilhe esta notícia!