Home Cidades Araçatuba Vôlei Futuro irá disputar campeonato e primeiro jogo será contra Barretos

Vôlei Futuro irá disputar campeonato e primeiro jogo será contra Barretos

4 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – Araçatuba

O time infanto-juvenil do Vôlei Futuro (VF), de Araçatuba, estreará na Associação Pró-Vôlei (APV) dia 26 de abril, às 12h, contra Barretos. O jogo será em Barretos. A informação é de Luís Henrique Reis, presidente do Esporte Clube Futuro (ECF), mantenedor do VF. Além de Araçatuba e Barretos, estão no mesmo grupo Franca e Sertãozinho. No outro grupo, estão Araras, Itajobi, Leme, Rio Claro e São Carlos.
Após a estreia, o VE receberá Franca no ginásio de esportes Plácido Rocha no dia 16 de maio e Barretos no dia 2 de agosto. No dia 15 de agosto o time araçatubense irá a Franca. As duas partidas contra Sertãozinho ainda estão para serem definidas. A primeira fase será da competição será de 7 de março a 31 de outubro, com a semifinal prevista para 1º e 21 de novembro e a final em 22 novembro e 19 de dezembro.
Apesar do pouco tempo de treino (menos de um mês), Luís Henrique acredita que até a estreia o elenco já esteja preparado para a competição.

Os 19 jogadores que irão disputar a APV são: os levantadores Eduardo Falcão Cardoso Rodrigues, Felipe Yuta Shibata Silva, João Gabriel Baxhix Pontes; os ponteiros Édson Nicolas David de Souza, Flayron Gabriel Silva Batista, Gilherme Roledo Beluzzo, Enrico Christovam de Nadai, Henrique de Souza Nogara, Kauã Rodrigues Mendonça, Leonardo Fernando Santana; os centrais Bruno Henrique Pereira Silva, João Victor Lima Cardoso, Victor Hugo de Castro Caldas, os opostos Anderson Vital Barbosa, João Guilherme Peraza, Luís Henrique Cavassana e os líberos Antônio Gabriel Ferreira Moreira, Guilherme Rodrigues da Matta, Paulo Henrique Matos da Silva.
Por enquanto, o VF tem apenas um elenco de garotos entre 13 e 17 anos, mas, segundo Luís Henrique, a intenção é formar também uma equipe feminina para disputar competições. Para isso, o ECF trabalha para ampliar seu leque de patrocinadores e apoiadores. Hoje, o projeto tem três patrocinadores e 15 apoiadores, que rendem ao ECF R$ 2,5 mil por mês, mas para disputar uma competição da APV, Luís Henrique prevê a necessidade de ao menos R$ 7,5 mil.
O presidente do ECF afirma que a disputa de um campeonato estimula os garotos a prosseguirem nos treinos e se aperfeiçoarem cada vez mais. Além disso, a disputa de torneios amadurece os garotos preparando-os para a equipe adulta. A meta é ter uma equipe adulta para disputar o Campeonato Paulista ainda este ano.


Compartilhe esta notícia!