Home Cidades Araçatuba Vitória, a jovem rainha do carnaval

Vitória, a jovem rainha do carnaval

7 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – Araçatuba

Com apenas 18 anos, Vitória se tornou rainha do Reino Unido e marcou o longínquo século 19, permanecendo no trono de 1837 a 1901, quando morreu. Cento e dezenove anos separam esse capítulo da história dos tempos atuais e Araçatuba, no interior de São Paulo, vê ascender ao trono uma rainha de nome homônimo. Mas, diferentemente da Vitória do Reino Unido, na corte da Vitória de Araçatuba, não há súditos, requinte nem mordomia. Ao lado de sua exuberância, passará a alegria de dezenas de foliões que brincarão o carnaval na cidade nos próximos quatro dias.
A semelhança com a monarca britânica termina no nome, mas chega quase perto no que se refere à idade de ascensão ao posto. Vitória Thaís Pereira de Almeida tem 20 anos e será a mais jovem rainha da história do carnaval local. Motivos não faltam para que a moradora do bairro Porto Real não esteja vivendo um momento de ansiedade.

HISTÓRIA
Apesar da pouca idade, ela mantém uma relação de pelo menos 17 anos com a festa. A jovem é revelação da mais antiga das escolas de samba da cidade, a Virada do Sol, que, em 2022, completará meio século. Ela começou acompanhando a própria mãe, Alessandra Luisa Pereira, que foi rainha de bateria na agremiação liderada por Rosvel Menezes. Em pouco tempo, herdou o posto deixado por Alessandra. A glória veio em 2013, quando participou do último título da Virada. “Foi um ano maravilhoso, foi o meu primeiro ano como rainha de bateria”, conta.
Mas, mais inesquecível ainda ela acredita que será o carnaval deste ano, mesmo sem o desfile de escolas de samba, uma de suas maiores paixões. Para essa conquista, Rosvel, hoje um dos organizadores da programação oficial de carnaval na cidade, teve papel fundamental. A exemplo da escolha do rei momo, para o posto de rainha, também não houve concurso. Então, conhecendo o talento da moça, Rosvel lhe propôs a função de rainha.
Foi uma grande surpresa. “Ele chegou para mim e disse: ‘Vitória, tenho um posto para você’. Conversamos e ele me perguntou: ‘Você quer ser a rainha do carnaval de Araçatuba?’ Fiquei uns cinco minutos parada e pensando sobre como me posicionar. Sempre quis ser rainha de bateria, não do carnaval. Então, uma coisa puxou a outra. Fiquei muito emocionada”, diz ela, não deixando de lado o amparo da mãe. “Foi ela quem sempre me incentivou.”

SETE CHAVES
Vitória não quer fazer feio neste carnaval. Para isso, andou recebendo “aulinhas” da ex-rainha do carnaval de Araçatuba Renata Sol. E o maior exemplo de dedicação: está confeccionando sua própria fantasia. Após receber o material da Prefeitura, começou a decorá-la da forma que deseja. Ela faz segredo. Não mostra o figurino nem para a sua mãe. “É uma surpresa. Estou fazendo com minhas próprias mãos, sem costureira. Estou confeccionando e coloco tudo”, diz Vitória, ressaltando que aprendeu, também com a mãe, a produzir fantasia de carnaval.
Ela se prepara para os dias de celebridade. Estará em todos os eventos oficiais de carnaval, na Praça Rui Barbosa e na Estação Cidadania. A debutante na nobreza carnavalesca está também esperançosa. “Este vai ser um ano de diferença, em que vamos trazer o carnaval de volta”, acredita. “Se depender de mim, o carnaval não vai acabar nunca”, diz a jovem, que estuda enfermagem à noite e, durante o dia, trabalha como vendedora.


Compartilhe esta notícia!