Home Cidades Araçatuba Concessionária antecipa investimento de R$ 30 milhões e vai construir nova estação de tratamento de água

Concessionária antecipa investimento de R$ 30 milhões e vai construir nova estação de tratamento de água

7 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ANTONIO CRISPIM – ARAÇATUBA

Com recursos financeiros disponíveis e as licenças ambientais liberadas, a GS Inima Samar está se planejando para iniciar em março próximo a construção da Estação de Tratamento de Água (ETA 4), na sede da empresa, ao lado do Ribeirão Baguaçu. O anunciou foi feito na manhã dessa quarta-feira (12) pelo presidente do grupo, Paulo Roberto de Oliveira, na solenidade de inauguração oficial da reversão do sistema de esgoto, que beneficiou 40 bairros e os parques industriais. Além disso, interligou ao sistema Engenheiro Taveira e regiões antes desprovidas do serviço. Com os investimentos feitos, Araçatuba chegou a 99% de esgoto coletado e tratado e 100% de abastecimento de água.

O presidente da GS Inima Samar falou sobre a importância da execução do serviço da reversão do sistema de esgoto, centralizando todo tratamento na ETE Baguaçu. Ele citou que isso representa mais saúde e desenvolvimento, já novos empreendimentos poderão ser implantados naquela região, pois antes havia restrições devido aos problemas com o esgoto. Paulo Roberto de Oliveira falou da modernização da ETE, explicando que Araçatuba é a primeira cidade do Brasil com um sistema de secagem de lodo mais eficaz. O sistema deve entrar em operação em abril. Paulo Roberto de Oliveira anunciou a construção de rede adutora entre a ETA Baguaçu e o Jussara, para servir como plano “B”, evitando colapso no abastecimento, como ocorreu no ano passado. “Esperamos concluir ainda este ano a setorização do sistema de distribuição. O trabalho já está com 50% pronto. A cidade está sendo dividida em 42 setores, para que qualquer ação na rede cause o mínimo de impacto”, explicou o Oliveira.

O presidente da GS Inima Samar anunciou investimento de R$ 30 milhões na construção de uma nova estação de tratamento de água, a ETA 4, que irá substituir a 1 e a 2. A obra vai começar em maio. Prevista para 2033,  a obra foi antecipada para garantir a normalidade do abastecimento.

O prefeito Dilador Borges destacou o trabalho feito pela concessionária no cumprimento do contrato. Dilador lembrou que preparou-se para o confronto no primeiro encontro com o presidente da GS Inima Samar. Porém, lembrou que sentiu firmeza de propósito. Dilador destacou o trabalho que vem sendo feito. Quanto ao esgoto, o prefeito afirmou que novas empresas estavam impedidas de se instalarem nos parques industriais. “A realidade é diferente. Já cedemos terrenos a empresas que vão gerar centenas de empregos”, disse o prefeito, confiante em novos empreendimentos.

Durante a solenidade também falaram o comissário-geral da agência reguladora (Daea), Márcio Saito, a presidente da Câmara, Tieza Marques, o presidente da Comissão de Empresários dos Parques Comerciais, Oscar Saito Neto, o diretor de relações Institucionais da GS Inima, Roberto Muniz e a vice-prefeita Edna Flor. Destacaram a importância  da obra do ponto de vista econômico, mas citaram também a questão da saúde.

 

A OBRA

Na abertura da solenidade, o diretor de Operações, Rondinaldo Lima falou sobre a execução da obra de esgoto. “Realizamos a obra dentro das melhores tecnologias e parâmetros de qualidade, e o principal: pensando no futuro. Hoje o bairro do Taveira tem cerca de mil pessoas, mas preparamos uma infraestrutura para atender até 20 mil, ou seja, garantimos o crescimento da região” explica, Rondinaldo de Lima, diretor técnico da Gs Inima Samar.

Iniciada em 2017, a obra de reversão do esgoto, exigiu investimentos de R$ 33 milhões. Para o CEO da GS Inima Samar, Paulo Roberto de Oliveira, essa é considerada uma das maiores obras de esgotamento sanitário. “Nosso compromisso é garantir a segurança hídrica, oferecer serviços de qualidade, com inovação e sustentabilidade, proporcionando mais qualidade de vida e desenvolvimento econômico com a instalação de novas industrias e conjuntos habitacionais”. O presidente afirmou que a ETE Baguaçu está preparada para atender o crescimento de Araçatuba por mais 10 anos.

 


Compartilhe esta notícia!