Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – ARAÇATUBA

O mês de janeiro é tradicionalmente um período importante de vendas para um seguimento comercial: o de lojas de materiais escolares e papelarias.
Com a proximidade da volta às aulas, que se iniciam na rede estadual no dia 3 de fevereiro, os pais precisam comprar os materiais dos filhos estudantes pedidos pelas escolas.
Em conversa com a reportagem do Jornal O LIBERAL REGIONAL e da Clube FM, a responsável pelo marketing da Mateg Papelaria, localizada no Bairro São João, em Araçatuba, Andressa Grassi, afirmou que a expectativa de vendas do setor é alta para 2020. “Nossa expectativa é que haja um aumento em relação ao ano passado. Esperamos cerca de 60% a 70% a mais referente ao ano passado”, afirmou otimista.
Andressa afirmou que a procura na loja onde trabalha nesta época do ano e no mês de julho, chamado de “mês de reposição”, é cerca de 80% maior do que no restante do ano. “A procura é bem mais, a renovação dos materiais, até mesmo a reposição de materiais que faltam nas listas”, disse.
Segundo a responsável pelo marketing da loja, as escolas enviam as listas prontas de materiais que podem ser utilizadas como modelo pelos pais. Os preços variam entre R$ 70 e R$ 200. “As escolas mandam pra nós, temos algumas e têm também aqueles pais que fazem o orçamento e procuram saber os preços e montam a própria lista”, afirmou Andressa.
Produtos customizados fazem sucesso entre as crianças
Andressa Grassi, diz que os materiais customizados com imagens ou desenhos de personagens e personalidades famosas são os que mais vendem neste período por serem os preferidos da criançada.
“As crianças gostam de desenho né!? Então tudo que está na moda como Lucas Neto, os Vingadores, a Liga das Justiça, para os meninos. Para as meninas unicórnios, princesas, elas querem as fantasias”, disse, lembrando também que muitas escolas não permitem este tipo de material. “Tem escola que não permite esta customização, por isso os materiais lisos também saem bastante”, concluiu, lembrando que muitos pais, neste caso, compram o material customizado, porém investem também em serviços como encapamento e encadernação, também disponíveis em papelarias.

 


Compartilhe esta notícia!