Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – DA REDAÇÃO

Três grandes obras em escolas municipais de Araçatuba, concluídas no ano passado, custaram quase R$ 1 milhão aos cofres públicos, aponta levantamento feito pela reportagem de O LIBERAL REGIONAL.
De acordo com resposta da Prefeitura a requerimento da Câmara, encaminhada no último dia 19, reparos na infraestrutura e na manutenção elétrica das Emebs (Escolas Municipais de Educação Básica) Íbis Pereira Paiva, no Jardim Jussara, e Lauro Bittencourt, no Jardim TV, custaram R$ 687.120,00. As melhorias atingiram cerca de mil alunos, considerando o número de estudantes das duas unidades juntas.
Noventa por cento desse valor compreendeu um amplo pacote de melhorias na Íbis Pereira Paiva. Conforme o balanço apresentado pela gestão do prefeito Dilador Borges (PSDB), para aquela instituição, dois contratos haviam sido firmados no começo do ano passado.
O primeiro, no valor de R$ 183.999,91, para obras de instalações elétricas, teve sua execução concluída em 26 de agosto. Com esse investimento, foi feita a troca de toda a fiação, instalação de nova entrada de energia em tensão primária (transformador), climatização de todas as salas de aula e administrativas com a instalação de 18 aparelhos de ar condicionado tipo split, instalação de novas tomadas, adequação da iluminação com lâmpadas de LED, reestruturação dos quadros de distribuição e instalação de sistema de proteção contra descargas atmosféricas.
O segundo foi concluído um dia depois e contemplou a retirada da estrutura de madeira, telhamento, instalação hidráulica, forro e entulho; demolição de alvenaria e execução de estrutura metálica para cobertura, telhamento, alvenaria, revestimento e pintura interna e externa. Como nessa parceria, houve aditamento de R$ 68.593,22, o valor global do contrato passou para R$ 436.943,18.
Já na Lauro Bittencourt, com um contrato de R$ 66.177,08, a Prefeitura executou obras e serviços destinados à retirada e colocação de forro PVC e de tela de proteção contra a formação de ninho de pássaros. Esses trabalhos foram encerrados em 13 de abril do ano passado e abrangeram a remoção e colocação de forros e também a retirada de aparelhos de iluminação, ventiladores, projetores fixos em teto, piso ou parede.
Esta obra poderia ainda ser mais barata. Entretanto, informou a Prefeitura, houve a necessidade de acréscimo de R$ 18.280,94 no valor contratual, fazendo, assim, que a despesa total chegasse a mais de R$ 66 mil.
ICARAY
Por fim, na Emeb Norma Gazoni Martins, no bairro Icaray, a reforma contemplou a pintura completa (interna e externa), recuperação de todo o telhado do refeitório, colocação de bancada de pias nos banheiros dos alunos, instalação de grelhas para escoar água das chuvas e implantação do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros). No total, foram investidos R$287.028,85.
A unidade, que já contava com ar condicionado em todas as salas de aula, atende 300 alunos, sendo 108 crianças no período integral. Para o início deste ano, a Emeb está com expectativa de abrir um berçário com capacidade para atender mais 24 bebês.

—————-
RETRANCA

Ano terminou com anúncio de novo pacote de obras

Ao final do ano passado, a Prefeitura anunciou novo pacote de reformas em escolas municipais. Em novembro, o prefeito Dilador Borges assinou quatro ordens de serviço para reformas em mais duas escolas: a Emeb Joaquim Dibo, no bairro Novo Paraíso, e a Emeb Mariana Zanqueta Venturolli, no Umuarama.
Em ambas as unidades de ensino, as melhorias vão custar também mais de meio milhão de reais aos cofres públicos, com previsão de término até abril. Uma das maiores preocupações do atual governo é colocar ar-condicionado em todas as sala de aula. Atualmente, quase 40 das 64 escolas já são climatizadas.
Na Joaquim Dibo, será feita reforma nas instalações elétrica para a colocação de ar-condicionado em todas as salas de aula, ao custo de R$ 168.001,00. Na mesma escola, será feita a adequação do sistema de combate a incêndio para obtenção do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) e colocação de tela contra pássaros no pátio, com investimento de R$118.803,23.
Por fim, na Maria Zanqueta Venturolli, com R$ 254.136,52, também será feita a adequação para obtenção de aval dos bombeiros e ainda: construção de banheiro, vestiário com acessibilidade e solário, além de reformas de acessibilidade e pintura em toda a escola. Outro contrato, de R$ 105.271,06, prevê a instalação de ar-condicionado em todas as salas de aula.

 


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Araçatuba

Veja também

Turismo cresce 2,6% em 2019

Compartilhe esta notícia!CECÍLIA MNELO/,MTUR – SÃO PAULO O índice de atividades turí…