AraçatubaCidades

Guto é eleito prefeito de General Salgado com quase 80% dos votos

ARNON GOMES – GENERAL SALGADO

A eleição fora de época em General Salgado foi menos tensa do que o período de campanha, marcada por renúncias e impugnação de candidaturas. No último domingo, o candidato do PSDB, José Augusto de Carvalho Neto, o Guto, venceu por ligeira diferença seu único oponente nas urnas, o prefeito em exercício, Adriano Eugênio Barbosa (Patriota). O tucano foi eleito prefeito com 4.338 votos, o equivalente a 78,35% do total válido, enquanto Adriano recebeu 1.199 (21,65%). No total, compareceram 6.007 dos cerca de 8,7 mil eleitores da cidade.
Guto deverá ser diplomado até 8 de novembro e cumprirá seu mandato até 31 de dezembro do ano que vem. O prefeito eleito teve menos de um mês de campanha. Inicialmente, ele era o vice na chapa de David Rodrigues (DEM), que renunciou à candidatura. Com isso, Guto passou à condição de candidato a prefeito, tendo como vice o pecuarista Agenor Cardoso (PSDB). Juntos, Guto e Agenor concorreram pela coligação “Somos todos General Salgado”, formada ainda pelos partidos DEM, Podemos, PSB, PSC e PSD.

CRISE
Com o novo governo, a expectativa é que o município saia de uma crise política que já dura sete anos. A eleição suplementar foi realizada porque o prefeito eleito em 2016, Leandro Rogério de Oliveira (PL) e o vice, Paulo César de Almeida (PL), tiveram seus mandatos cassados por determinação da Justiça Eleitoral. Eles foram acusados de abuso de poder econômico, consistente em entrega de vantagem indevida (combustível) a eleitores em troca de voto na eleição de 2016, quando se elegeram. Assim, desde agosto, Adriano vinha à frente do Executivo interinamente, pois é o presidente da Câmara Municipal.
Mas, antes disso, a política local vinha sendo motivo de turbulência. A eleição de anteontem foi a segunda suplementar ocorrida na cidade só nesta década. Em 2012, David Rodrigues havia sido eleito prefeito, mas teve sua candidatura impugnada. Então presidente da Câmara, Leandro assumiu o governo e, no ano seguinte, venceu a eleição extra, cumprindo seu primeiro mandato até 2016.

PLANOS
Viúvo, com 65 anos de idade e pecuarista de profissão, Guto já teve atuação na vida pública do município. Entre 2001 e 2004, ele foi vice-prefeito da cidade, durante a gestão do ex-prefeito Iaucir Carlos Marques.
Entre seus principais planos para o mandato-tampão, o prefeito eleito propõe um controle rigoroso das contas municipais, envolver a população na elaboração do orçamento municipal, valorizar os servidores, resgatar a credibilidade do poder público e trabalhar em harmonia com o poder Legislativo.
Guto pretende ainda criar cursos voltados à formação de mão de obra. Na área da saúde, consta em seu plano de governo a contratação de médicos especialistas e a garantia da distribuição de remédios à população local e dos distritos. O prefeito eleito traçou planos para todas as áreas da administração. Na Educação, quer garantir uniformes e materiais escolares gratuitos a todos os alunos e melhorar as condições de transporte de estudantes e a estrutura física das unidades de ensino. Na infraestrutura, uma das metas é terminar obras paradas.

AGRADECIMENTOS
Ainda na noite de domingo, Guto fez uso das redes sociais para agradecer a votação recebida. “Gostaria de agradecer a todas as pessoas que confiaram. Não consigo nem expressar o tamanho da nossa felicidade!”, disse ele, na postagem. Na mesma publicação, ele destacou o apoio do governo do Estado. Gusto postou cópia de mensagem recebida do governador João Doria (PSDB), via Whatsapp, cumprimentando-lhe pela vitória no pleito. “Parabéns pela sua eleição! Estaremos juntos”, disse o governador paulista.

 

Comment here