AraçatubaBrasilCidadesEntertainmentMundo

Os contrastes de Buenos Aires, a capital da Argentina

VITOR MORETTI – ARAÇATUBA

Reportagem esteve na capital portenha no início do mês

Não tem jeito. A Argentina ainda continua sendo o destino mais barato para os brasileiros. Isso pode ser explicado pela desvalorização do peso argentino perante o real. A reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL esteve na capital portenha no início do mês. Um país marcado por muitos contrastes, protestos contra o atual governo do presidente Mauricio Macri, mas também muito receptivo, agradável e com muitas histórias guardadas entre suas construções. Claro, sem falar do tango, presente em cada lugar que você visita.

Para quem é do interior e não está acostumado com a loucura do trânsito de São Paulo, à primeira vista irá ficar desconcertado com o tráfego em Buenos Aires. A buzina ali é uma companheira fiel dos motoristas. O congestionamento também é grande, mas nada comparado à capital paulista. O que prejudica ainda mais são as manifestações, que fecham quase todos os dias as principais avenidas e ruas da cidade, causando longos engarrafamentos.

A imponente avenida Nove de Julho é considerada uma das mais largas do mundo. É o principal acesso e está no coração da capital, local onde abriga o Obelisco, um monumento arquitetônico de quase 70 metros de altura, inaugurado em comemoração ao quarto centenário da fundação da cidade. Talvez, seja a primeira parada que todo turista deva fazer.

Nos últimos meses, por conta da crise econômica enfrentada pelos argentinos, a violência aumentou, principalmente os furtos, àqueles conhecidos como ‘batedores de carteiras’. Mas, pode ficar tranquilo. Essa parte da cidade é muito bem policiada. Você encontra em diversos pontos policiais devidamente uniformizados. Próximo ao monumento existe uma base da Polícia del Ciudad. É um ótimo ponto para todo turista pedir informações, caso precise.

DICAS

No cruzamento da Nove de Julho está a Avenida Corrientes, considerada a Broadway da Argentina. A extensão dela impressiona. Ao andar por lá, você encontrará um pouco da cultura de cada país ao redor do mundo. Tem restaurante típico do país, com as famosas empanadas, indianos, árabes, japoneses, redes de fast food, além de muitos teatros.

Sem falar na infinidade de lojas. Uma das vias que cruza com a Corrientes é a famosa Calle Florida. Vale muito a pena você andar por lá, apesar dos preços não estarem tão baratos. Muitos objetos saem mais em conta se comprados no Brasil. E, não se esqueça de tomar muito cuidado com aqueles cambistas de rua. A todo o momento, eles oferecem a troca de dinheiro. Os guias aconselham as pessoas a trocarem seu dinheiro diretamente nas casas de câmbio. Uma boa dica, também, é trocar o dinheiro no próprio hotel ou com seu próprio guia.

Para quem quer usar internet de qualidade na Argentina durante os dias de passeio pode ir até uma loja da Claro e comprar um chip, com crédito. Os estabelecimentos estão por toda parte. Você só deve apresentar o passaporte ou o RG e, pronto. Um pacote de três gigas de internet sai, em média, R$ 27,00. No Brasil, algumas empresas chegam a cobrar quase R$ 300,00 por um chip internacional.

BAIRROS

Andando mais um pouco, até o fim da Corrientes, encontrará o famoso bairro de Puerto Madero. A noite por ali é bem movimentada, com muitas opções de restaurantes, bares e discotecas. Não deixe de tirar uma foto na Puente de la Mujer. Sua arquitetura dá a impressão de que um casal dança tango. Algumas pessoas não conseguem ver exatamente isso, mas mesmo assim vale a pena o registro por ali.

Outra dica bem bacana é visitar a fragata Sarmiento, que está ancorada às margens do Rio del Plata. Ela é considerada a última embarcação de treinamento de cruzeiro intacta na década de 1890. Já deu diversas voltas ao mundo. Atualmente, ali funciona um museu. Você irá pagar 20 pesos argentinos para poder fazer a visita, cerca de R$ 1,45. Além de barato, você irá mergulhar em uma história muito interessante. O que chama mais a atenção é o corpo de um cachorro embalsamado dentro da fragata. O animal era considerado o mascote da tripulação e está exposto ao lado de um mural com todas as informações sobre sua vida e a importância para a embarcação.

Um dos bairros mais charmosos de Buenos Aires é o da Recoleta. E não podemos falar dele sem mencionar o famoso Cemitério da Recoleta. É ali que está sepultada Eva Perón, ou simplesmente, Evita, como os argentinos gostam de chamá-la. Ela foi uma atriz e líder política argentina, casada com o general Juan Domingo Perón e considerada a grande mãe da Argentina. Seu túmulo não é um dos mais luxuosos do cemitério, mas certamente um dos mais visitados do local.

ETC TÚMULO DE EVITA.JPG

É um dos passeios mais interessantes para quem visita Buenos Aires. Além de muita história, os mausoléus impressionam pelas suas construções, acabamentos e materiais utilizados. E tem muita coisa curiosa. Os caixões ficam expostos dentro dos túmulos, à vista de todos. Segundo o pensamento da época, as pessoas de classe mais alta deveriam ser sepultadas na superfície, por serem superiores aos mais pobres. Por isso, não se assuste ao se deparar com um caixão.
Além do túmulo de Evita, outro chama bastante a atenção. Ele fica logo na entrada do cemitério, traz uma mulher vestida de noiva e um cão. Ali, está sepultada Liliana Crociati de Szaszak. Em 1970, ela morreu numa avalanche durante sua lua de mel na Áustria, na cidade de Innsbruck. No mesmo dia, separado por mais de 14 mil quilômetros de distância, seu cachorro Sabú também faleceu. Seu pai fez um mausoléu que imita o quarto que Liliana tinha em vida. Sua escultura é a única do cemitério acompanhada por um cachorro. Os dois corpos estão enterrados ali.
Outros lugares que as pessoas podem visitar são Palermo, San Telmo (ali existem os famosos alfajores por um preço em conta), a Plaza de Mayo, onde localiza-se a Casa Rosada, sede do governo argentino e La Boca, bairro um pouco mais afastado do centro onde fica Caminito, com suas casas coloridas e cheias de charme.
GASTRONOMIA
Todo brasileiro gosta de comer bem. E a Argentina é um país que lhe dá essa oportunidade. As famosas empanadas são uma delícia e são encontradas em qualquer ‘portinha’. Já a famosa carne tem um toque especial. São macias, suculentas e podem ser cortadas com uma colher. Vá até a churrascaria La Brigada, que fica em San Telmo. Talvez não seja um dos locais mais baratos, mas vale a pena comer o famoso bife de chorizo. Aproveite que está ali, atravesse a rua e vá até uma loja de vinhos. Você encontrará excelentes bebidas a um preço bem camarada.
E, claro, termine sua viagem apreciando um bom vinho e assistindo a um bom show de tango. Existem vários em Buenos Aires, mas o mais famoso é o ‘Señor Tango’. Além de um jantar delicioso, você ficará impressionando com a apresentação, que é de tirar o fôlego. Deixe os mitos para lá, afinal a rivalidade entre os ‘hermanos’ e os brasileiros fica restrita somente ao futebol. Na Argentina, você irá se sentir em casa e pode ter certeza que será muito bem recepcionado.

ETC PUERTO MADERO.JPG

CHARME – Um dos bairros mais charmosos de Buenos Aires é Puerto Madero; ao fundo, a Puente de la Mujer e a fragata Sarmiento

Comment here