AraçatubaCidades

Entidade de Catanduva inicia gestão de unidades básicas com plano para acabar com filas

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

Vencedora de licitação aberta pela Prefeitura para gerenciamento, operacionalização e execução de serviços de todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) de Araçatuba, a OSS (Organização Social de Saúde) Mahatma Gandhi apresentou ontem plano inovador para zerar as filas nos postos.
A entidade apresentou a funcionários da Prefeitura nessa sexta-feira o Acesso Avançado, modelo de atendimento já existente em Catanduva e que será implantado em Araçatuba. Conforme a organização, essa modalidade de trabalho destina 70% do atendimento à livre demanda, ou seja, o paciente é atendimento na hora pelo médico. Os 30% restantes são destinados a agendamento, normalmente para gestantes e solicitações feitas pelo médico.
A visita foi feita pela assessora executiva da Secretaria Municipal de Saúde, Mauriceia Muto; diretora do Departamento de Atenção Básica, Cristiane Camargo de Almeida; secretário de Comunicação Social, Jonathas Magalhães; e o diretor de Comunicação Social, Luis Fernando Gonçalves. O objetivo da visita foi criar um vínculo de proximidade com a entidade gestora das unidades básicas para que os serviços sejam sempre bem prestados.
A eles, a organização social informou que o tempo de espera por atendimento não passa de 48 horas. Para confirmar essa informação, o grupo foi a uma UBS de Catanduva e presenciou alguns procedimentos. Uma das médicas da unidade explicou à comitiva de Araçatuba que, antes do Acesso Avançado, a população chegava às 7h sem a certeza do horário de atendimento. Segundo ela, as filas se formavam e as reclamações eram muitas. Quando o Acesso Avançado foi implantado, destacou a profissional de medicina, os pacientes foram se adaptando e sabem que, todos os dias, há médico para atendimento, sem filas.
Uma gestante, Caroline, de 27 anos de idade, avaliou positivamente o serviço, ao falar com os visitantes. Ela disse que sempre precisa passar por atendimento na UBS e ressaltou: “Antes, mesmo se eu estivesse doente, não queria vir à UBS porque a fila era sempre muito grande. Hoje, com esse Acesso Rápido, realmente funciona. Vir aqui se torna até agradável, porque não tem espera, não tem nervoso”.
TRANSFORMAÇÃO
Em nota distribuída à imprensa, a administração municipal divulgou que, com o novo sistema, a expectativa é de que o atendimento nas UBSs passe por uma verdadeira transformação.
Segundo Mauriceia, as adequações previstas no atendimento das UBSs é o segundo passo mais importante que a gestão de Dilador Borges (PSDB) pretende implantar na área da saúde. O primeiro, destacou ela, foi a adequação dos serviços do Pronto-Socorro Municipal. Ela acredita que as melhorias introduzidas nas unidades básicas desafogarão o PS, uma vez que muitas pessoas, quando não atendidas de imediato nos postos dos bairro, procuram a unidade de urgência e emergência. Mudar essa cultura é algo que, há tempos, o poder público busca e que, agora, poderá acontecer. “A experiência que a saúde de Catanduva tem pode nos ajudar muito, já que nesse município, 88% dos atendimentos são resolvidos na própria UBS, sem encaminhamentos”, disse Mauriceia, na nota.

—————-
RETRANCA

Nova gestora contratará cem funcionários e manterá atuais

Um dos pedidos do prefeito Dilador Borges (PSDB), expresso inclusive no edital, pela manutenção dos funcionários que hoje trabalham nas UBSs, foi atendido.
Segundo a entidade de Catanduva, a projeção é de que, além dos atuais, sejam contratados mais 100 novos funcionários. A nova empresa começa o processo de transição em outubro.
“Pedi à Carmem (Guariente), secretária de Saúde, que os funcionários atuais sejam respeitados como sempre foram”, disse o prefeito, na nota da Prefeitura.
Carmem, por sua vez, também se mostrou esperançosa com o início das atividades da OSS. “Essa modalidade de atendimento tem dado bons frutos em Catanduva e ficamos felizes que a OSS trará esse serviço para Araçatuba.”

 

Comment here