AraçatubaCidades

Fundação inicia obra para laboratórios da futura faculdade de medicina

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

A FAC FEA (Faculdade da Fundação Educacional Araçatuba) iniciou nesse semestre às obras para construção do prédio de 925 metros quadrados que vai abrigar os laboratórios da futura faculdade de medicina. Com prazo de 90 dias para conclusão, a nova ala vai ocupar o espaço onde funcionava a antiga secretaria, cujo prédio foi demolido no final do primeiro semestre.

A nova ala vai abrigar diversos laboratórios, como anatomia, fisiologia/farmacologia, bioquímica, microbiologia, habilidades cirúrgicas, tecnologia e informação, morfofuncional e microscopia.

O presidente do Conselho de Curadores da FEA, Celso Mendes Gardinal, explicou que para a implantação do curso de medicina a Fundação prevê um investimento de aproximadamente R$ 8 milhões. Ele lembra que a FEA foi fundada há 50 anos e o objetivo na época era trazer uma faculdade de medicina, um sonho nunca alcançado e que agora está se tornando realidade.

O projeto para implantação deste curso havia sido protocolado em 2017 e um ano depois foi aprovado pelo Conselho Estadual de Educação. Após a conclusão da nova ala, será feita a licitação para a compra dos aparelhos que vão equipar esses laboratórios e de uma biblioteca virtual, além de livros físicos. Também será construído um depósito para arquivo e uma área de humanização para os colaboradores da Fundação.

A previsão, segundo ele, é de que no final do primeiro semestre tudo isto esteja concluído para que seja comunicado o Conselho Estadual de Educação, que fará uma nova análise da estrutura para poder autorizar a abertura do vestibular.

A faculdade de medicina da FAC-FEA será a segunda em Araçatuba e, de acordo com o presidente, serão 60 vagas. Isso agregar valores com a chegada dos estudantes e novos profissionais, o que ajuda a fomentar a economia da cidade, nos setores gastronômico, cultural e imobiliário.

A FAC FEA é destaque entre as faculdades do interior paulista e está entre as melhores do país. Tem nota 4 em uma escala de 0 a 5, no IGC (Índice Geral de Cursos) do MEC por seis anos consecutivos. Por se tratar de uma Fundação sem fins lucrativos e não recebendo recursos públicos, tem uma mensalidade e o preço está bem abaixo da média das instituições particulares.

 

 

 

Comment here