Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – SANTO ANTÔNIO DO ARACANGUÁ
O projeto ‘Horta Educativa’, implementado há mais de dois anos na Escola Arnaldo Paulini, no distrito de Major Prado, pertencente a Santo Antônio do Aracanguá, continua em atividade e ajuda a reforçar a qualidade da merenda escolar em todas as unidades de ensino do município, com produtos fresquinhos plantados e colhidos pelos próprios alunos.
De acordo com a prefeitura, o programa foi implementado no município em 2017, pelo Fundo Social de Solidariedade, em parceria com o Departamento de Educação e Cultura, por meio de convênio com o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo (Fussesp), com o apoio da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento.
Segundo a professora Ana Paula Sangalli Costa dos Santos, responsável pela coordenação do projeto no município, a iniciativa, que fornece hortaliças para todas as escolas municipais da sede e dos distritos de Vicentinópolis e Major Prado, se tornou uma importante aliada para fortalecer o trabalho educacional e estimular a alimentação saudável dos alunos. Ela explica que o programa é voltado para crianças matriculadas nas unidades de ensino, da pré-escola (a partir dos quatro anos) até o 4º ano do ensino fundamental, visando ensinar, mesclando aulas teóricas e práticas, conceitos de educação ambiental, nutricional e valorização do meio rural, via horticultura. “Começamos o projeto com o plantio de mudas de várias espécies de hortaliças doadas por uma empresa de Araçatuba, mas já estamos nos organizando para produzir as nossas próprias mudas aqui mesmo na escola com os alunos”, ressaltou.
Ana Paula explica que a implantação da iniciativa consiste numa ação conjunta entre o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, responsável pela coordenação geral do projeto, a Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento, que executa e oferece apoio técnico e o Fundo Social de Solidariedade do município, que coordena o programa nas escolas e oferece as condições necessárias para a implementação. “É uma ação integrada que envolve muita gente, além do Fundo Social e da Educação, a proposta também tem a participação de outros departamentos do município como: Agropecuário, Meio Ambiente e Obras, que estão nos ajudando a pôr em prática esta cultura saudável dentro das escolas”, ressaltou.
O prefeito Rodrigo Santana (DEM) ressalta que tem acompanhado de perto desenvolvimento do programa e se sente entusiasmado com a dedicação das crianças durante o aprendizado, tanto no plantio quanto na colheita. “Com as hortas nas escolas, os alunos aprendem a preservar o meio ambiente e a cultivar alimentos saudáveis, proporcionando economia e qualidade no consumo de seus próprios alimentos”, enfatizou. Santana avalia que, além de estimular a alimentação saudável, a implantação de hortas nas escolas proporciona um aprendizado diferente, com informações sobre o meio ambiente e produção de alimentos naturais e sem agrotóxicos, aprendem técnicas de manejo do solo e são estimulados a se envolver com o trabalho, passando a multiplicar o que aprendem junto à família e à comunidade.

 

 


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Araçatuba

Veja também

Caso Mustang: Ministério Público vai recorrer de decisão que condenou empresário

Compartilhe esta notícia!O Ministério Público de Araçatuba entrou com recurso de apelação …