AraçatubaCidades

Mobilidade limita o trânsito de caminhões no centro de Araçatuba

ANTÔNIO CRISPIM – ARAÇATUBA

A frota de veículos de Araçatuba é superior a 164 mil veículos. Estima-se que 60% desta frota circule diariamente pela área central da cidade, pois o sistema radial (ruas convergindo para um determinado ponto), contribui para esta concentração. Além disso, a cidade recebe visitantes de toda a região. O resultado desta concentração é o estrangulamento do trânsito em determinados momentos. Para aumentar a segurança dos usuários e a fluidez do trânsito, foi baixado decreto que limita o trânsito de veículos na área central em determinados horários.
Segundo o secretário Planejamento Urbano e Habitação e Mobilidade Urbana, Tadeu Consoni, várias cidades estabelecem limites para trânsito e até mesmo rodízio de veículos, como ocorre na capital. “O volume de veículos que transitam diariamente na área central da cidade é muito alto. Por isso precisamos criar mecanismos para aumendar a fluidez”, disse o secretário.
O dirigente administrativo da secretaria, Carlos César Costa, explicou que o decreto tomou por base o Plano Municipal de Mobilidade Urbana de Araçatuba, aprovado pela Lei Municipal n.° 7.921, de 4 de abril de 2017, em seu item II.1.3 define uma Zona de Interesse de Trânsito (ZIT) que prevê restrições de tráfego quanto ao tipo de dimensões dos veículos, horários permitidos, autorizações específicas para acesso de veículos.
Com o decreto em vigor, a Secretaria de Mobilidade Urbana poderá instalar as placas e iniciar o período de orientação dos motoristas. Somente em uma segunda etapa haverá punição aos infratores. Segundo o assessor executivo da secretaria, Reginaldo Frare, inicialmente a fiscalização será feita pelos agentes de trânsito. Com a instalação de radares, há possibilidade da fiscalização eletrônica nos conjuntos de semáforos.
O decreto criou a Zona de Máxima Restrição de Circulação – ZMRC dentro da Zona de Interesse de Trânsito – ZIT prevista no Plano Municipal de Mobilidade Urbana. Dentro da zona de restrição, fica proibido o trânsito de caminhões de segunda a sexta-feira, das 10 às 19 horas e aos sábados das 10 às 14 horas.
Há casos excepcionais em que o trânsito de caminhão é permitido: veículo de urgência, socorro mecânico de emergência, cobertura jornalística, obras e serviço de emergência, serviços postais, acesso a estacionamento próprio, veículo urbano de carga (caminhão de pequeno porte (largura máxima de 2,20m, comprimento máximo de 7,20m, data de fabricação a partir de janeiro de 2005) e transporte de veículos. Estes veículos têm permissão em horário integral. No período das 10 às 13 horas terão acesso os veículos de obras e serviços de infraestrutura urbana, concretagem e concrfetagem-bomba, feiras-livres, mudanças e prestação de serviços públicos essenciais. Das 10 às 12 horas é permitido o acesso de veículos de transporte de produtos alimentícios perecíveis e de produtos perigosos de consumo local. Já das 12 às 19 horas, os veículos para remoção de terra/entulho e transporte de caçambas.
Os limites da Zona de Máxima Restrição de Circulação – ZMRC serão sinalizados com placas “R-9 – proibido trânsito de caminhões”, especificando o dia, o horário da proibição e a informação complementar “ÁREA DE RESTRIÇÃO”. Após a sinalização, os agentes vão iniciar o período de orientação.
Veja abaixo os trechos com restrição

info a3

Comment here