Compartilhe esta notícia!

VITOR MORETTI – ARAÇATUBA

Um esporte repassado de pai aos filhos. É assim a relação de Marcelo Kiwada, professor de judô, com os dois filhos adolescentes, Cauã Yuta Yokota Kiwada, de 13 anos e Caio Kenji Yokota Kiwada, de 16. Os dois são campeões paulistas e brasileiros e enchem o paizão de orgulho, já que ele também trilhou o mesmo caminho. É nos tatames que os três praticam o mesmo amor um pelo outro e também pelo esporte.

O pai Marcelo se enche de orgulho dos filhos. Ele também já foi destaque na modalidade. O seu grande professor foi o pai lá atrás. Ele errou, aprendeu e descobriu algo que levaria para o resto da vida, também sendo competidor de diversos campeonatos. Com o passar dos anos, o atleta decidiu repassar um pouco daquilo que sabe para outras pessoas, tornando-se treinador de dezenas de meninos e meninas, inclusive dos filhos. Um presente guardado pelas incertezas do destino.

A rotina de Caio e Cauã começou bem cedo. Os dois filhos de Marcelo tiveram o primeiro contato com o judô já aos três anos de idade. Uma rotina marcada por disciplina e paixão. Não demorou muito para que os bons resultados fossem colhidos pelo pai orgulhoso daqueles que serviram como espelho para a sua felicidade.

“É muito orgulho ver meus filhos seguindo o mesmo caminho que eu segui. Meu pai foi meu professor, então isso é algo que vem de família. A nossa relação é diária, é o tempo todo junto. Saindo da escola, eles passam a tarde e a noite comigo treinando, me ajudando a dar aula”, disse Marcelo em entrevista à reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL.

PRESENTÃO

Justamente na semana do Dia dos Pais, nada melhor de que uma boa notícia ao Marcelo. Além dos filhos se destacarem, cada vez mais no cenário nacional e internacional de judô, ainda tem muita coisa por vir. Caio, por exemplo, já é faixa preta no esporte e nesta semana foi convocado para disputar o campeonato mundial de judô, em setembro, no Cazaquistão. Ele está entre os dez melhores do mundo em sua idade no ranking mundial. Em uma publicação feita nas redes sociais, Marcelo agradeceu a todos que ajudaram esse ‘sonho’, como mesmo classificou, a se tornar realidade e colocar Araçatuba no centro da modalidade.

“Como pai do atleta Caio Kenji Yokota Kiwata gostaria de agradecer a todos que ajudaram esse sonho a se tornar realidade”, escreveu na postagem no Facebook.

Já Cauã é faixa marrom e já acumulada medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos. Não é só a relação entre pai e filho qe se fortalece diante de todo esse amor. A família também fica mais unidade e participa ativamente de todo o progresso dos atletas. Marcelo destaca que sem esse apoio nada seria possível.

“A minha família sempre está junto, viajando para os campeonatos e isso é muito gostoso, sempre ter todos reunidos de uma vez só”, lembrou.

 

 


Compartilhe esta notícia!