AraçatubaCidades

O cotidiano de Araçatuba em imagens

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

A contemplação da natureza pelo araçatubense. O passeio de um simples morador, com seu barquinho, por um dos cartões postais da cidade serviu de inspiração para a fotografia intitulada “Entardecer Tietê”, feita pela fotógrafa Adriana Márcia. O impacto da luz solar sobre as águas do rio registrado por sua lente impressiona.
Imagens como essa têm uma palavra em comum: sensibilidade. O trabalho de Andriana, juntamente com o de outros 13 fotógrafos, pode ser conferido desde o começo do mês no gabinete da presidência da Câmara Municipal dentro da exposição “Street Photographers (Fotógrafos de Rua)”. As imagens contemplam diferentes pontos da cidade com a sutileza de quem as registrou. São praças, monumentos, ruas, avenidas, entre tantos pontos.
GRUPO
Os expositores fazem parte de um grupo criado há dois anos denominado “Fotoclube Araçatuba”. Eles se propõem a fotografar a cidade de maneira distinta e abordando diferentes temas. O grupo surgiu praticamente com a volta a Araçatuba do analista de sistemas Drico Coelho. Em 2016, ele retornou à sua cidade natal após 18 anos morando em São Paulo e, no ano seguinte, criou esse grupo. Já foram expostos trabalhos em espaços como o coreto da Praça Rui Barbosa, Biblioteca Municipal Rubens do Amaral e Atende Fácil.
A mostra na sede do legislativo, que vai até o próximo dia 31, faz parte do projeto “Cultura e Arte na Câmara”, que, mensalmente, leva artistas locais para exibierem seus trabalhos visuais.
“São 14 pessoas que registraram Araçatuba de diferentes formas com material de primeira e estão expondo com material de qualidade”, destaca. Ele ressalta que, para a exposição, as imagens foram captadas por câmeras fotográficas profissionais ou até mesmo smartpones com boa captação de fotos.
Em comum, os integrantes do grupo pretendem deixar para posteridade o patrimônio material e afetivo do município, por meio de prédios, monumentos, paisagens, eventos e diversidade cultural do araçatubense. “Eu percebo que, hoje, falta desses registros para a população, diferentemente dos grandes centros, onde espaços como museus e bibliotecas públicas. Então, esperamos dar a nossa contribuição”, explica Coelho.
Apesar do pouco tempo de estrada, o grupo já começou a obter reconhecimento. Neste ano, levou o prêmio Odette Costa de Cultura na categoria de Artes Visuais. Eles mantêm também uma página no Facebook para a divulgação de seus trabalhos.
SERVIÇO
A mostra pode ser conferida até o próximo dia 31, na sala da presidência da Câmara Municipal, localizada na Praça Nove de Julho, no Centro.

 

Comment here