AraçatubaCidades

Concorrência leva combustíveis a grande variação de preços na região

Na terça-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta no Twitter a redução no preço do litro da gasolina nas refinarias. Segundo o presidente, o preço médio do combustível vendido às distribuidoras caiu de R$ 1,81 para R$ 1,75. De acordo com a Petrobras, a redução no preço médio foi de 3%. No estado de São Paulo os maiores preços são os de Ribeirão Preto (R$ 1,84), Barueri (R$ 1,83) e Paulínia (R$ 1,79). Na semana em que o presidente anunciou a redução no preço da gasolina, o mercado mostrou-se bastante instável na região, com variações expressivas dentro da mesma cidade.
Em Araçatuba, por exemplo, a gasolina foi comercializada a R$ 4,077 e o etanol a R$ 2,297. Em outro posto da mesma bandeira, a gasolina chegou a R$ 4,699 e o etanol e R$ 2,699. Portanto, a diferença de preço de postos da mesma bandeira foi de 15,25% na gasolina e de 17,50% no etanol. Já em posto não bandeirado, o menor preço foi de R$ 4,039 (gasolina) e R$ 2,199 (etanol). Isso mostra que o consumidor precisa ficar atento no momento do abastecimento. As diferenças são expressivas.
Já em Andradina os preços estão bastante equilibrados. A gasolina nesta semana foi comercializada a R$ 4,279 e o etanol a R$ 2,779. Pode haver pequenas variações entre um estabelecimento e outro, principalmente nos casos de postos não bandeirados.
Na cidade de Três Lagoas, as diferenças de preços entre postos não são tão expressivas como em Araçatuba. Conforme levantamento feito pelo SRC o preço a gasolina varia entre R$ 4,299 e R$ 4,499. O que chama a atenção é o preço do etanol, que varia entre 3,399 a 3,899.
Ao comparar os preços do etanol e da gasolina nas três cidades a diferença é muito expressiva. Em Araçatuba, o preço do etanol é em média 56% da gasolina. Em Andradina é 64%. Em Três Lagoas o preço do etanol é 79,80% do preço da gasolina.
Para ser compensador ao proprietário do veículo, o preço do etanol deve ser no máximo 70% do preço da gasolina. Portanto, em Andradina e Araçatuba compensa abastecer com etanol. Já em Três Lagoas, os proprietários de veículos devem ficar mais atentos.

PETROBRAS
Segundo a Petrobras, a política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais desses produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias.
“A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos. Além disso, o preço considera uma margem que cobre os riscos [como volatilidade do câmbio e dos preços]”, informou a companhia em sua página na internet.
Ainda de acordo com a estatal, a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. “São os combustíveis tipo A, ou seja, gasolina antes da sua combinação com o etanol, e diesel, também sem adição de biodiesel. Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis. Os preços que divulgamos aqui se referem aos produtos tipo A”, esclareceu a Petrobras. (Com informações da Agência Brasil)

A1 Preço dos Combustíveis - TRês Lagoas Cláudio César (1).jpg
ANALISAR – Em Três Lagoas, não compensa abastecer com etanol

 

A1 Preço dos Combustíveis Andradina - Daniele Galli (7)
DIFERENÇA – Em Andradina, os preços dos combustíveis estão equilibrados

 

ANTÔNIO CRISPIM
Araçatuba

Comment here