Home Cidades Araçatuba Saúde de Castilho utiliza veículo da Educação para transportar pacientes

Saúde de Castilho utiliza veículo da Educação para transportar pacientes

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

A Secretaria da Saúde de Castilho, que tem à frente Janini Nascimento, filha da prefeita Fátima Nascimento, continua causando transtornos na área de transporte. Nos últimos dias, mesmo com frota própria e contrato com empresa terceirizada, a Saúde está usando uma van da Secretaria da Educação, destinada ao transporte de alunos, para fazer viagens com pacientes. A situação, segundo foi apurado pela reportagem, vem gerando insatisfação entre funcionários da própria secretaria. Além disso, a van Mercedes Benz placa FYE 0689, acumula R$ 798,11 em multas, duas das quais por não indicar o condutor, o quie demonstra a falta de gestão do setor ou de critério para gastar o dinheiro público.
A reportagem apurou que na terça-feira 11) foram três viagens com veículos fretados. A primeira van, com 13 passageiros, saiu à 1 hora para Nhandeara, São José do Rio Preto e Ribeirão Preto. Às 7 horas saiu outra van fretada para Jales e Nhandeara com oito passageiros. Às 5 horas saiu um micro-ônibus com 11 passageiros para Mirandópolis, Araçatuba e Buritama. De acordo com o contrato, a Prefeitura paga R$ 2,79 por quilômetro rodado da van (até 15 passageiros) e R$ 3,51 pelo micro-ônibus (até 25 passageiros). Chama a atenção a viagem de micro para Araçatuba com apenas oito passageiros, quando o correto seria viagem com van.
Nesta mesma escala consta viagem da van da Educação para São Paulo. De acordo com os documentos do veículo, a van tem capacidade para até 16 pessoas. Viajou com 15 passageiros. A legislação muito restrições ao uso dos veículos da Educação em outros setores. Por isso, o mais recomendável seria o transporte em veículo da própria saúde ou em van terceirizada. Pessoas do setor de transporte em Castilho não foram conclusivas em relação ao assunto, mas admitiram que nem todos os veículos podem transitar em São Paulo, pois precisam de licença da SPTrans. No caso dos veículos da empresa terceirizada não terem esta licença, configura falha, pois deveria ser exigido na licitação.

MULTAS
A reportagem foi informada que a van da Educação usada pela Saúde, placa FYE 0689 é uma das recordistas em multas. Como o final da placa é 9, o veículo foi licenciado no final do ano passado. Mesmo assim aparecem três multas de 2018. No dia 30 de outubro de 2018, na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, em Dracena, no valor de 104,12, por não indicar o condutor. No dia 5 de novembro, na Rua Conselheiro Oscar Rodrigues Alves, em Araçatuba, no valore de R$ 404,36, também por não indicar o condutor infrator. No dia 13 de novembro de 2018, o mesmo veículo foi autuado na Marginal Pinheiros em São Paulo por excesso de velocidade e o valor da multa é de R$ 133,45. No dia 19 de março, a van foi multada na Rodovia Marechal Rondon, em Promissão, por estar com equipamento obrigatório em desacordo com Contran e o valor de R$ R$ 156,18.

ANTÔNIO CRISPIM
Araçatuba


Compartilhe esta notícia!