Araçatuba

Obras de cobertura em pontos de ônibus começam na segunda-feira

Foi assinada no final da tarde de ontem a ordem de serviço para construção de abrigos com assentos e coberturas nos pontos de ônibus de Araçatuba. Serão 71 abrigos em um primeiro momento, em obra a ser realizada pela empresa Vizan Projetos Industriais, vencedora de licitação aberta pela Prefeitura em abril. O valor é de R$ 279.446,67.
Estiveram presentes na assinatura, além do prefeito Dilador Borges (PSDB) e da vice Edna Flor (PPS), o proprietário da empresa que executará a obra, Vilson Zanellati, o diretor da TUA (Transportes Urbanos Araçatuba), Luciano Castilho, vereadores e secretários municipais.
Os 71 abrigos previstos no contrato assinado pela Prefeitura vão contemplar 12 bairros da cidade. Dentre os locais beneficiados, está o ponto localizado próximo à esquina das ruas Cristiano Olsen e Bandeirantes. Segundo o Executivo, o local é um dos principais alvos de solicitação de usuários do transporte coletivo.
Entre os abrigos que serão executados pela empresa, 50 medirão dois metros de altura. Outros 21 terão a medida de três metros. A expectativa é de que o serviço seja terminado em cinco meses, a partir da próxima segunda, dia 10.
Edna se emocionou durante o discurso pré-assinatura e lembrou, em entrevista ao jornal O LIBERAL REGIONAL, que a luta para que este projeto virasse realidade vem desde o início de seu trabalho como vereadora. “Eu fiquei 12 anos na Câmara e desde o início do meu primeiro mandato, verificamos a necessidade de que Araçatuba tivesse abrigo coberto. Hoje, pra mim é um dia histórico, estamos aqui cumprindo um compromisso que assumimos no nosso plano de governo, que era a construção pela Prefeitura”, afirmou.
Edna relembrou que alguns pontos de ônibus já ganharam acentos e coberturas graças a parcerias privadas como o programa “Adote Um Ponte de Ônibus”, que permite a empresas da cidade adotarem um abrigo, recebendo em troca o direito à publicidade gratuita no espaço. O programa recebeu cerca de 30 adesões até o ano passado e alguns pontos no Centro da cidade já contam com os abrigos neste formato. São ao todo 300 pontos de ônibus espalhados pela cidade e a intenção da administração municipal é continuar o trabalho até que todos estejam cobertos.
Para o proprietário da empresa que realizará a obra dos abrigos, Vilson Zanellati, o trabalho a ser realizado é uma necessidade da população. “As vezes a pessoa está lá, esperando o coletivo, e vem o sol, quando não é o sol é a chuva, as pessoas ficam de uma forma muito indigna nestes pontos de ônibus”, disse.
Segundo Dilador, a construção dos abrigos só foi possível graças à devolução de parte do duodécimo da Câmara ao Poder Executivo, ainda na época em que o Legislativo era presidido pelo vereador Rivael Papinha (PPS). “Essa ordem de serviço é uma demanda de longos anos, é uma esperança dos usuários do transporte coletivo que vai se iniciar. É um dinheiro que a administração do Papinha na Câmara, junto com os vereadores, aprovou e devolveu esse dinheiro e deu a sugestão para que fosse utilizado nas coberturas de pontos de ônibus. Nós acatamos porque é uma sugestão de quem tem representatividade, quem representa o povo”, afirmou o prefeito.
Dilador ressaltou que se sente satisfeito em poder retribuir à população. “Com todas as dificuldades econômicas, a gente sempre fica feliz quando pode dar uma ordem de serviço. Fico feliz em sempre estar contribuindo nas realizações e na renovação da esperança do nosso povo”, completou.

Vereador cobra melhorias para o aumento no número de passageiros

Durante discurso realizado antes da assinatura do projeto, o vereador e líder do Governo na Câmara, Jaime José da Silva (PTB), afirmou que manteve conversas com a direção da TUA, empresa responsável pelo transporte coletivo local, para a melhoria nos serviços. Segundo ele, é uma necessidade da mobilidade urbana a diminuição do número de veículos nas ruas. “Hoje o nosso transporte coletivo não atrai a classe média. Isso é algo que todos nós deveríamos usar”, afirmou.
Já o diretor da TUA, afirmou que a empresa está em negociação para renovação da frota. “Estamos sempre pensando em melhorar o serviço, em inovar, e estamos em negociação com fornecedores. Vamos ver se a gente consegue fazer novos investimentos e renovar a frota”, afirmou Luciano Castilho.
Atualmente, 5% da população de Araçatuba utiliza o transporte coletivo diariamente. De acordo com o diretor da TUA, são cerca de 10 mil usuários por dia que utilizam os ônibus.
A empresa opera com 28 veículos em 16 linhas na cidade, sendo que a frota completa conta com 40 veículos, contando também os ônibus reservas.

DIEGO FERNANDES
Araçatuba

Comment here