Araçatuba

PF faz buscas na casa de ex-prefeita e ex-secretário e leva caixas de dinheiro

Aproximadamente 90 agentes da Polícia Federal e sete servidores da Controladoria Geral da União desenvolveram nesta terça-feira (28) a Operação Atalhos. Nesta operação foram cumpridos 21 mandados de busca e apreensão nas cidades de Três Lagoas, Campo Grande e Naviraí (MS), Luís Antônio e Americana (SP). A Polícia Federal não revelou o nome das pessoas e empresas que foram alvo das buscas. Em Três Lagoas, mandados foram cumpridos na casa da ex-prefeita Márcia Moura e de seu secretário da Educação, Mário Grespan. A PF apreendeu caixas com dinheiro, totalizando R$ 2.418.404,60 . A investigação apura fraudes em licitações no transporte de estudantes. Os contratos foram entre 2015 e 2017. A reportagem apurou que 13 pessoas foram intimadas a comparecerem à Polícia Federal para prestar esclarecimento.
Segundo a polícia federal, as investigações demonstraram ilegalidades em três procedimentos licitatórios relacionados ao transporte escolar, com recursos federais oriundos do Programa Nacional de Transporte Escolar (PNATE). Foram identificados agentes públicos, empresários e particulares que participaram do direcionamento dos certames para que estes fossem vencidos por empresas pré-estabelecidas, sendo objeto da investigação a identificação de cada responsável pelas atividades delitivas.
Os procedimentos licitatórios e os contratos de prestação de serviços decorrentes das licitações fraudadas se referem aos anos de 2015 a 2017. “As licitações e contratos públicos sob investigação alcançaram cerca de R$ 12 milhões, sendo que até o momento já foi identificado sobrepreço contratual de aproximadamente R$ 1,6 milhão, em razão dos direcionamentos”, diz nota da PF.
O superintendente substituto da CGU (Controladoria Geral da União), Lilson Saldanha explicou as várias formas de burlar a concorrência, desde a rejeição de recursos de outros licitantes a reajustes irregulares. “Os recursos nem sequer eram avaliados”, disse Saldanha.
A reportagem apurou que em Três Lagoas foram cumpridos vários mandados, como na casa da ex-prefeita Márcia Moura, do ex-secretário da Educação, Mário Grespan, na empresa Crisp-tur (em Três Lagoas) em Luís Antônio (SP), onde também foi cumprido mandado no escritório de contabilidade Satelite II.

DINHEIRO
A Polícia Federal não informou onde o dinheiro foi apreendido. Não se sabe se foi toda apreensão em um único local ou em mais de uma casa. A apreensão foi em Três Lagoas. As caixas e malas de dinheiro foram levadas para Caixa Econômica Federal, que chegou a suspender o atendimento para fazer a contagem do dinheiro.

SECRETÁRIO
O professor Mário Grespan, alvo da investigação da Polícia Federal, foi secretário da Educação em Três Lagoas durante o mandato de Márcia Moura e é o atual secretário da Educação de Castilho, no governo de Fátima Nascimento. No ano passado, o Liberal denunciou a compra suspeita de livros para crianças. Foram quase R$ 500 mil investidos. Esta compra também foi denunciada por um pai à Polícia Civil. Há outras queixas contra Mário Grespan.

OPERAÇÃO
A operação recebeu o nome de “Atalhos” é em alusão a um caminho mais curto, porém igualmente ilegal, entre o objeto da licitação, a prestação de serviços de transporte escolar e as fraudes praticadas pelos investigados para burlar os processos e superfaturar os contratos com a Prefeitura.

a5 márcia moura

ANTÔNIO CRISPIM
Araçatuba

Comment here