Compartilhe esta notícia!

Os dois setores mais fortes da indústria regional, o sucroalcooleiro e o de calçados, serão contemplados com uma ampla política de incentivos anunciada ontem pelo governador João Doria (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes. Ambos os segmentos foram incluídos em uma lista de onze polos de desenvolvimento econômico com pacotes de benefícios setoriais para a indústria.
Nesse programa, ao lado de Barretos, São José do Rio Preto e Presidente Prudente, Araçatuba será polo no setor de biocombustíves, que, nas últimas pesquisas mensais de geração de empregos na indústria, aparece como o maior responsável pela abertura de oportunidades de trabalho nas fábricas da regão. A mesma condição, de polo, terá a região no segmento de couro e calçados, junto com Franca e Bauru.
As ações de estímulo, segundo o governo de São Paulo, irão abranger pelo menos seis pilares: simplificação tributária e regulatória; financiamento competitivo (voltado ao adensamento da cadeia produtiva); tecnologia e inovação; qualificação de mão de obra; infraestrutura e serviços; e ambiente de negócios e desburocratização.
De acordo com o Estado, toda essa política tem o objetivo de otimizar as iniciativas públicas a fim de adensar e integrar as cadeias produtivas. Com isso, espera-se chegar ao aumento da produtividade na indústria, atraindo investimentos, impulsionando a inovação e a geração de empregos e renda, reunindo, na mesma região geográfica, políticas para determinado setor produtivo.
Além do biocombustível e do calçado, serão contemplados com o pacote os seguintes segmentos: saúde e farma; metal-metalúrgico, máquinas e equipamentos; automotivo; químico, borracha e plástico; derivados do peróleo e petroquímico; alimentos e bebidas; têxtil, vestuário e acessórios; tecnologia e eco florestal (confira, no quadro abaixo, onde cada um terá seu polo).
Em discurso, durante a apresentação do programa, Doria destacou a importância da capacitação entre os pilares da iniciativa e a possibilidade de realização de parcerias com instituições de ensino voltadas ao campo da indústria.
“Cursos customizados e adequados às demandas das regiões, por meio das Fatecs (Faculdades de Tecnologia) e Etecs (Escolas Técnicas Estaduais), instituições sólidas, capacitadas, historicamente”, pontuou. “Estamos ajudando e tendo foco para auxiliar os setores produtivos nos polos que foram aqui anunciados. Quanto mais qualificada a mão de obra, melhor a qualidade do serviço que será ofertado ao setor privado, mais geração de emprego, mais velocidade na contratação destes profissionais”, complementou o governador.
Presente no evento, a secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, ressaltou que a divisão por polos tem o papel de “identificar falhas de mercado” e “atuar nas falhas de governo”.

Polo calçadista infantil está integrado a projeto do governo, diz diretor do Ciesp

Diretor regional do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), o empresário Samir Nakad afirmou ver com bons olhos a política recém-anunciada por Doria.
Também presidente do Sinbi (Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui), ele disse que participou de reunião com o governador, no início de abril, para tratar desse programa de incentivos. No mesmo encontro, destacou ele, esteve presente a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Elle, e o presidente da Agência Desenvolve SP, Wilson Melo.
“Na oportunidade, o governador foi muito pragmático. Ele disse que ‘nós precisamos tornar a indústria paulista novamente competitiva globalmente’”, destacou Nakad. “E as nossas indústrias calçadistas estão inseridas nessas indústrias que já foram competitivas e hão de se tornar competiva novamente. Para isso, o governador está lançando mão de todos os esforços para que possamos mudar a face da indústria paulista.”
Para Nakad, com uma série de ações conjuntas, de sindicatos e polos, a indústria terá condições de estar na vanguarda da tecnologia, da competitividade, do design e da eficiência. “A expecrtativa é muito boa e o polo de Birigui está integrado ao projeto do governo e com esperança, do esperançar por melhoras”, declarou.

Assembleia terá frente que buscará apoio à indústria regional

Ainda no plano estadual, no próximo dia 10, será criada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo a Frente Parlamentar do Desenvolvimento Econômico Regional.
A iniciativa partiu do deputado estadual Paulo Fiorolo (PT), que, ontem, esteve em Araçatuba para iniciar uma agenda de visitas a oito cidades da região a fim de divulgar os planos da frente.
Em visita ao jornal O LIBERAL REGIONAL, no fim da tarde de ontem, o parlamentar destacou a atuação do grupo parlamentar em prol da indústria. “Uma das ideias é debater e propor políticas de incentivo à indústria”, afirmou o petista. Ele ressaltou que, para a aprsentação do programa, foram convidados os secretários estaduais Marco Vinholi (Desenvolvimento Regional) e Patrícia Ellen (Desenvolvimento Econômico).

Sem título

ARNON GOMES
Araçatuba


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Araçatuba

Veja também

Cidade Legal entrega 27 títulos de propriedade para famílias de Aracanguá

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO ARAÇATUBA A Secretaria Estadual da Habitação, por meio…