AraçatubaCidades

O primeiro Dia das Mães da Yasmim com a universitária mais jovem do mundo

Heloisa Alves – ARAÇATUBA

Dia das Mães é uma data especial para todos, principalmente para as homenageadas com a data. Aos 19 anos, a estudante Yasmin Costa Félix sentirá esta emoção pela primeira vez neste ano. A universitária de pedagogia decidiu continuar os estudos, conciliando-os com as tarefas de dona de casa e uma muito especial: ser mãe. Para ela, sua Lorena, de apenas três meses, é o seu maior presente.

Yasmin é casada com Carlos Augusto da Silva, 21 anos, que está no último ano do curso de jornalismo. Apesar de trabalhar durante o dia, é à noite que Guto, como é chamado pelos amigos, mostra no seu lado parceiro na hora de cuidar da filha durante as aulas no Unitoledo (Centro Universitário Toledo), em Araçatuba.

Ao lado dos pais, Lorena virou a mais “jovem universitária”. A bebê frequenta todos os dias as aulas do curso de jornalismo, revezando com a turma de pedagogia. O casal, que descobriu a gravidez no meio do ano passado, conta que, no começo, a intenção era deixar os bancos universitários para ficar com a criança. Porém, durante a gestação, acreditaram que não era preciso abandonar o sonho da carreira pretendida para constituir uma família.

Para Carlos, a Yasmim, não só como mãe, “é uma mulher incrível e forte”. Ele diz que o nascimento da Lorena ajudou no amadurecimento dos dois. “Só tive mais certeza de que era com ela que quero viver o resto da minha vida”, afirma o universitário.

“Sobre o primeiro ano nosso com a Lorena, é tudo muito novo para mim e para a Yasmim, mas ela tem se mostrado uma mulher muito mais forte do que eu já conhecia. Ela evoluiu muito. Ao mesmo tempo em que ela virou mãe, ela virou esposa, já que nos casamos assim que a Lorena nasceu”, relembra. Por isso, o 12 de maio deste ano tem tudo para ser marcante para o rapaz também: “É um dia muito especial para ela esse Dia das Mães, mas para mim também é”.

DIFERENÇA
Em alguns casos, as pessoas vêm um filho como um obstáculo, que dificulta a realização de algum sonho. Mas, para os pais da Lorena, foi uma motivação para proporcionarem um futuro melhor à criança.

Yasmin diz que os desafios de ser mãe jovem não tiram sua alegria com o momento que tem vivido. “Apesar de ser difícil, cada sorrisinho, cada conquista torna isso satisfatório demais. Acho que ser mãe é descobrir a capacidade incondicional de amar alguém que você jamais imagina ter um dia”, afirma a mamãe universitária.

A estudante Geovana Andrade, que convive quase todos os dias com a Lorena em sala de aula, afirma ser um privilégio dividir o ambiente de estudo com a pequena. “Ela anima meus dias. É só chegar na sala e vê-la que já dá vontade de pegar no colo e morder. Ela é muito fofa”.

Para Geovana, a colega Yasmim é uma guerreira. “Não sou mãe, mas sei que cuidar de uma criança não é fácil. Mesmo cuidando da filha o dia todo, ainda ter disposição e força de vontade para estudar é inspirador”, destaca.

Comment here