AraçatubaCidadesEntertainment

Escoteiros visitam o museu Hintaro Takahashi

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

Os escoteiros da Alcateia Samurai visitaram o museu Hintaro Takahashi, de Araçatuba (SP). Eles tiveram contato com o acervo, que reúne diversos artefatos indígenas, rochas e fotos que ajudam a contar a história da cidade. O grupo de aproximadamente 20 crianças também ouviu atentamente as explicações do administrador do local, Kunivo Takahashi, sobre os motivos que o levaram a criar o museu, que tem o nome de seu pai, Hintaro, já falecido.
Mãe da escoteira Larissa, a professora de história Laís Paiva Salazar aproveitou a oportunidade para contar à turma curiosidades da cultura indígena regional, à época da fundação de Araçatuba, em 1908. De acordo com o coordenador da Seção Autônoma Alcateia Tropa Escoteira Samurai, Akira Hayashida, a visita ao museu é um encontro de potencialidades, em que as discussões, observações e sensações partem do olhar atento às peças. “É importante incentivar e construir o hábito de ir a museus. Trata-se de lugares de entretenimento e de pesquisa, preservação e apresentação de objetos, documentos e experiências”, disse Hayashida. A Alcateia Samurai foi criada no dia 8 de março de 2018, e se reúne todos os sábados, das 9h às 11h, na Associação Cultural e Esportiva de Araçatuba (ACEA), localizada na rua Fagundes Varela, 683, no Jardim do Prado.

O Museu
Fundado em 07/11/2005, o Museu Rintaro Takahashi conta com peças indígenas (cerâmica marajoara, flechas, máscaras, cocares, saias) diversos tipos de rochas e fósseis de peixes.
É administrado por Kunivo Takahashi, filho de Hintaro (já falecido), que foi professor de língua japonesa, integrante da Sociedade Geográfica do Brasil, e presidente da Associação Cultura Nipo Brasileira.
Seu contato e interesse pela cultura indígena o levou a escrever o livro Índios do Brasil. Foi o fundador da tradicional Livraria dos Amigos.

 

Comment here