Araçatuba

Município define sete pontos de carga e descarga para utilização de motocicletas

Pouco mais de um mês após a aprovação da lei que permite a utilização de vagas de carga e descarga para o estacionamento de motocicletas, o município acaba de definir os primeiros pontos onde condutores desses veículos terão espaço a mais na região central de Araçatuba.
De acordo com o diretor municipal de Trânsito, Valdeci José Neris Santiago, por enquanto, estão confirmados sete bolsões nas seguintes ruas do Centro: Joaquim Nabuco, XV de Novembro, Prudente de Moraes, Campos Salles, Carlos Gomes, Princesa Isabel e Antita Garibaldi.
O anúncio foi feito por Santiago, ontem de manhã, durante reunião na Acia (Associação Comercial e Industrial de Araçatuba), que contou com a presença de representantes do setor do comércio.
A previsão é de que os espaços estejam liberados aos motociclistas em até 30 dias. Nesse período, o poder público confeccionará placas indicativas, dizendo onde é possível o estacionamento de carga e descarga e motocicletas, com o horário de uso para cada um, como prevê a lei aprovada pelo Legislativo. Esse intervalo também será usado para a conclusão de trâmites burocráticos relacionados à questão na Prefeitura.
Segundo o diretor, a implantação dos bolsões nos pontos de carga e descarga está sendo feita, conforme pedidos de comerciantes. “Por isso, se alguém achar necessária a medida, pode nos procurar”, recomendou.
Santiago ressaltou que, nos próximos dias, terá reunião com membros de uma loja de rede na rua Duque de Caxias a fim de discutir a viabilidade da adoção de vagas nos espaços destinados exclusivamente às lojas.

AUTUAÇÕES
Com a medida, o representante do setor de mobilidade urbana da administração municipal acredita na possibilidade de redução do número de autuações no trânsito.
Conforme o diretor, somente no ano passado, o município aplicou 409 atuações a proprietários de veículos flagrados estacionados em locais de carga e descarga.
A punições obedeceram o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), que prevê, nesses casos, multa de R$ 195,16 e a aplicação de cinco pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) do condutor.
“Com a utilização desses pontos, vamos solucionar um problema. Qual é? Hoje, há espaço sobrando no Centro e gente precisando de vagas, que, no entanto, não podem ser utilizadas”, observou o gestor. “O nosso objetivo não é autuar ninguém. O que estamos querendo é, sim, viabilizar espaços ociosos”, completou.

NOVO BOLSÃO
Ainda durante a reunião, Santiago anunciou a criação de um bolsão com 200 vagas para motos na rua Oswaldo Cruz, também no Centro. Desse total, 20 serão fixas e a maioria, 180, será rotativa. Ou seja, das 19h às 11h, funcionarão como espaço para carga e descarga. Já entre 11h e 19h, período em que as lojas ainda estão em funcionamento até uma hora após o término do expediente, poderão ser utilizadas por motos.
Autor do projeto que resultou na criação da lei, o vereador Jaime José da Silva (PTB) disse, na justificativa da proposta, que há muita reclamação quanto à falta de vagas para motos. De acordo com o parlamentar, a queixa é de que os bolsões existentes para motos estão sempre lotados, impossibilitando o estacionamento.

Associação vê vantagens para o comércio com a medida

Presente na reunião, o presidente da Acia, Wilson Marinho da Cruz, destacou que a abertura para as motos será vantajosa para o setor comercial, especialmente em dias de grande movimento, provocados por consumidores que vêm de municípios vizinhos. “O nosso comércio vive da região (de Araçatuba)”, declarou o dirigente.
Marinho defendeu ainda mais aberturas para motociclistas. “Esses pontos de carga e descarga, durante boa parte do dia, ficam vazios. Daí, a pessoa que vem ao comércio acaba deixando de ir às lojas por falta de lugar para estacionar. Por isso, onde hoje tem carga e descarga, deve haver motos”, analisou. “É por isso que sou defensor da zona azul, pois criou uma rotatividade.”
A fiscalização quanto à utilização das vagas pelos condutores de motos caberá aos agentes de trânsito, como determina a lei criada pelo Legislativo.
A lei favorável aos motociclistas foi aprovada pelos vereadores na sessão de 4 de fevereiro deste ano, sendo, posteriormente, sancionada pelo prefeito Dilador Borges (PSDB).

ARNON GOMES
Araçatuba

Comment here