Compartilhe esta notícia!

A Justiça Eleitoral vai abrir prazo a partir do dia 7 de março para que os eleitores que deixaram de votar em três pleitos possam regularizar a situação e evitar que os títulos de eleitor sejam cassados. Segundo Carlos Cotrim, diretor do cartório da 299ª Zona Eleitoral, em Araçatuba 3.750 eleitores podem ter o título cancelado. Estão em situação irregular junto à justiça eleitoral os eleitores que deixaram de comparecer às urnas em três pleitos consecutivos. São consideradas a eleleição municipal de 2016 e os dois turnos de 2018. O prazo para regularização vai até o dia 6 de maio. Passado este prazo, os títulos não regularizados serão cancelados.
Segundo Carlos Cotrim, para regularizar a situação o eleitor deve fazer o agendamento no site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, pessoalmente no próprio Cartório Eleitoral ou no Poupatempo, que está auxiliando no agendamento. “Além de regularizar a situação, vamos fazer o cadastramento biométrico do eleitor”, disse Cotrim, explicando que o Poupatempo vai apenas fazer o agendamento. A regularização e cadastramento são no cartório. “A pessoa pode nos procurar sem agendamento, mas precisa aguardar na fila. Podemos encaixar entre um atendimento e outro ou quando alguém agendado falta”, explicou Carlos Cotrim.
De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, o eleitor que deixou de exercer o dever do voto em três pleitos consecutivos devem comparecer ao cartório eleitoral no prazo estabelecido pelo TRE e apresentar documento oficial com foto e comprovantes de votação, de justificativa eleitoral e de recolhimento ou de dispensa de recolhimento de multa.

CONSEQUÊNCIAS
O cidadão que tiver o título eleitoral cancelado ficará impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários e função ou emprego público e obter alguns tipos de empréstimos. Além disso, não poderá ser investido e nomeado em concurso público, renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e obter certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.
A regra só não se aplica aos eleitores cujo voto é facultativo (analfabetos, maiores de 16 e menores de 18 anos e maiores de 70 anos) e aos portadores de deficiência física ou mental que torne impossível ou demasiadamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais.

ARAÇATUBA
Dos 3.750 eleitores que estão em situação irregular em Araçatuba, 2.027 são da 299ª Zona Eleitoral e 1.723 da 11ª Zona Eleitoral. Santo Antônio do Aracanguá tem 75 eleitores em situação irregular.

ANTÔNIO CRISPIM
Araçatuba


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Araçatuba

Veja também

Carnaval atrai milhares de foliões

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA A Prefeitura de Três Lagoas por meio…