Araçatuba

Com combate à dengue na ordem do dia, município cria gratificação para agentes

No momento em que o combate à dengue e a outras doenças provocadas pelo mesmo mosquito transmissor, como zika vírus e chikungunya, está na ordem do dia da Prefeitura de Araçatuba, servidores que trabalham para evitar a presença do Aedes Aegipity terão gratificações. A medida faz parte de pacote de benefícios para o funcionalismo público municipal proposto pelo prefeito Dilador Borges (PSDB), aprovado pela Câmara, na sessão de última segunda-feira.
Com a aprovação da matéria pelos vereadores, o poder público local vai criar até 16 funções gratificadas. Todas elas favorecem ocupantes dos cargos de agentes comunitários de saúde e de combate a endemias. De acordo com o texto, ficam criadas 15 funções gratificadas de supervisor de equipe e uma de gerente de campo.
Para supervisor de equipe, poderão ser designados só ocupantes dos postos de agente de combate a endemias; já o papel de gerente de campo caberá ao agente comunitário de saúde. As gratificações sobre o salário do supervisor e do gerente serão de R$ 615 e R$ 2.308,79, respectivamente. Cada um terá jornada de trabalho mensal de 40 horas. Caberá à secretária municipal de Saúde, Carmem Guariente, fazer as indicação para estas funções.

EXIGÊNCIAS
O exercício de ambas as funções prevê ainda algumas exigências.
Cada supervisor indicado coordenará equipe de até dez agentes de controle de endemias. O gerente, por sua vez, terá como atribuição o planejamento, acompanhamento, a supervisão e avaliação das atividades operacionais em relação a agentes causadores de endemais e zoonoses. Ele será o elo entre os supervisores de campo e a direção do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), a Vigilância Epidemiológica e Vigilância Sanitária.
O supervisor, juntamente com o gerente de campo, poderá ainda ser convocado fora de horário de trabalho, sempre que houver interesse por parte da Prefeitura. O texto também estabelece o limite de seis faltas abonadas por ano, não podendo exceder uma por mês, sem prejuízo salarial e de direitos ou vantagens.

DADOS
Conforme dados divulgados pela Vigilância Epidemiológica, até o dia 28 de janeiro foram confirmados 30 casos de dengue no município, sendo 17 mulheres e 13 homens. A maioria tem mais de 20 anos.
Com o ano apenas em fevereiro, a quantidade de confirmações já chega perto da registrada ao longo de todo o ano passado. Em 2018, a cidade confirmou 46 ocorrências, o menor número registrado no intervalo de dez anos.

Benefício para motoristas da saúde e educação é aprovado

Ainda na última segunda-feira, os vereadores atenderam a outro pedido do prefeito Dilador Borges em relação à concessão de gratificações para servidores.
Em regime de urgência, assim como o benefício para os agentes comunitários e de combate a endemias, os parlamentares aprovaram texto que concede gratificação de 50% sobre os salários dos motoristas das secretarias municipais de Saúde e Educação, que, hoje, inicialmente, está em R$ 1.254,00.
O acréscimo mensal já havia sido anunciado pelo chefe do Executivo, juntamente com a sua equipe de governo, na sexta-feira passada, durante reunião no Paço Municipal. No total, serão beneficados 84 profissionais – 44 que trabalham no transporte de pacientes e outros 40, no de estudantes.
A necessidade de valorizar esses trabalhadores foi o principal argumento usado pelo prefeito para apresentar o projeto. Diz ele, no texto: “A atuação desses profissionais dá-se de forma muito intensa e exaustiva, quer no transporte de aluno, quer na condução de doentes, sendo, portanto, necessário que possuam um mínimo de segurança financeira de maneira a garantir-lhes condições mais dignas e compensatórias pelo trabalho”.

ARNON GOMES
Araçatuba

Comment here