Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

A partir do dia 24 de janeiro de 2019, até 2021, a Aean (Associação dos Engenheiros e Arquitetos da Alta Noroeste), terá como presidente o engenheiro agrônomo Petrônio Pereira Lima. Sua chapa, Ordem em Progresso, foi eleita em novembro de 2018, por aclamação, e conta com outros 25 integrantes na Diretoria Executiva e no Conselho Fiscal. Lima ressalta o fato de que entre os membros estão arquitetos, engenheiros e técnicos, o que prova que todos os profissionais que fazem parte do quadro da entidade possuem representação na diretoria. Outro fato que merece destaque é que os profissionais atuam em empresas construtoras, universidades e na administração pública municipal, situação que facilita o diálogo com essas instituições.
“Quando convidei os associados para fazerem parte dessa chapa avisei a todos que eles precisavam estar comprometidos com a administração e deveriam participar das reuniões, cursos, treinamentos e eventos sociais da nossa instituição”, afirma Lima.
Quando questionado sobre quais são os principais objetivos da sua gestão, cita a defesa dos profissionais associados e a ampliação do número de associados. “Pretendo aumentar o quadro de filiados, e para isso vou estreitar as relações com as universidades. A intenção é trazer os estudantes para participar dos cursos da associação, para que, com essa convivência, eles decidam fazer parte da Aean depois de formados”, declara.
Lima entra no lugar de Gisele Sartori Bracale, que presidiu a Aean nos últimos seis anos. “A responsabilidade é grande, pois a Gisele fez um excelente trabalho à frente da associação. Pretendo manter o alto nível de sua gestão, e fazer jus à confiança que os associados depositaram em mim e nos meus companheiros de chapa”, comenta.

OUTRAS FUNÇÕES
Educado, de trato fácil, Lima terá que dividir o seu tempo com outras atribuições. Desde 2017, é secretário municipal de Sustentabilidade e Meio Ambiente, em Araçatuba (SP), cargo que deixou agora no final de 2018 e foi nomeado comissário adjunto da Agência Reguladora Daea.  Além disso, há anos, ele também faz parte da diretoria do Siran(Sindicato Rural da Alta Noroeste). Na diretoria atual é delegado representante efetivo. A entidade desempenha um trabalho de união entre os produtores rurais, somando esforços para defender a classe produtiva, sendo uma referência na prestação de serviços para a classe produtiva rural, quer seja na área de assessoria e orientação, bem como de representatividade na luta dos interesses de seus associados.
O acúmulo de funções e o seu desdobramento em vários setores demonstra a sua firmeza, determinação e acima de tudo, um espírito público incomum nos dias atuais, de política partidária eleitoral conturbada. Vale lembrar que, com exceção do cargo como comissário adjunto, ele não é remunerado pelas atribuições na Aean e no Siran. “Entendo que, como cidadão, como engenheiro agrônomo e como servidor público que fui (Lima está aposentado), é o mínimo que eu posso fazer, dedicar o meu tempo, experiência e conhecimento à coletividade. Desejo uma cidade, um país e um mundo melhor para todos, e me sinto muito bem trabalhando para isso”, explica.

CARREIRA
Por mais de três décadas, Lima foi funcionário da Secretaria de Agricultura e Abasteci-mento. Atuou na Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo (Codasp), onde chegou à presidência.


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Araçatuba

Veja também

Projeto Judô Cidadão promove graduação 29 atletas estudantes valparaisenses

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO VALPARÍSO   A noite do último dia 12 foi especial…