Araçatuba

Corretor tem como hobby colecionar fotos antigas

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

A visita do então presidente da República João Figueiredo na década de 1980. A vista geral de uma cidade ainda dividida pelos trilhos. O registro da passagem do ‘rei’. Momentos que marcaram a construção do monumento em homenagem à imigração japonesa. Imagens do tempo em que o município ainda mantinha características rurais.
Todos essas lembranças fazem parte do acervo de Marco Garcia. Hoje corretor de imóveis, por muito tempo este senhor de 62 anos exerceu a fotografia como profissão. Teve estúdio e participou de muitos concursos, chegando, inclusive a ganhar prêmios com imagens de Araçatuba. A paixão pelas fotos continua e, com elas, o culto ao passado da cidade que, neste domingo, chega aos 110 anos.
Garcia reúne amplo acervo de imagens do município. Não descarta a possibilidade de, um dia, lançar um livro, mas, por enquanto, prefere compartilhar a nostalgia com os amigos. Seu desejo é que este rico material não fique só como um arquivo particular.
“Sempre tive o prazer em fotografar, registrar lugares, fatos e datas. Dentre fotos sociais, de família e amigos, guardei algumas da cidade de Araçatuba”, conta ele. “Com minha máquina fotográfica, por muito tempo, saía para os lugares que eu achava interessante e captava essas imagens. Daí, fiz meu acervo. Mas não quero ter essa lembrança só para mim. Muitas pessoas vão se identificar no tempo.”
Nascido em Buauru, ele afirma que se considera um araçatubense, tendo sua família na cidade.

 

Comment here