Araçatuba

Após sucessão de mortes, proposto programa de combate a escorpiões

O crescimento de casos envolvendo ataques de escorpiões, levando vítimas inclusive à morte em Araçatuba, acaba de motivar a apresentação de projeto de lei que instituiu programa de combate ao aracnídeo na cidade.
A proposta foi protocolada pelo vereador Almir Fernandes Lima (PSDB), na Câmara Municipal, nessa terça-feira, dois dias depois de um menino de 9 anos de idade morrer após ficar internado por causa de uma picada.
A ação é classificada como “Programa Especial de Controle do Artrópóde Escorpião” e deve ser executada pela Secretaria Municipal de Saúde em conjunto com os setores de Meio Ambiente e Planejamento Urbano.
O autor da matéria diz que levou 15 dias para elaborar o projeto a fim de que não seja classificado como “vício de iniciativa”, pois a medida só poderá ser colocada em prática pelo Executivo. Dessa forma, o texto não estipula regras para a administração municipal, apenas objetivos a serem alcançados.
Dentre eles, está a pesquisa de focos de escorpião, valendo-se até de métodos como o uso de predadores naturais, galinhas, galinhas d’angola, patos e gansos. E cita ainda: a educação sanitária referente à limpeza de terrenos e despejo de lixo, um trabalho mais apurado de mapeamento das ocorrências, o monitoramento das ações de controle, o planejamento de intervenções, a realização de um trabalho de buscas nos imóveis, orientação aos próprios moradores e ações especiais de combate em escolas e áreas públicas.
Almir propõe ainda que, havendo necessidade, a administração municipal faça parcerias com órgãos públicos ou empresas privadas para atingir todos os objetivos previstos no projeto.
Na justificativa do texto, Almir diz: “É alarmante o vertiginoso crescimento do número de ocorrências envolvendo escorpiões em nosso município e ainda mais preocupante, e inadmissível, que a falta de ação e controle consistente das autoridades públicas resulte em casos de morte, como temos vivenciado”.
A morte do garoto de 9 anos no início da semana foi segundo óbito causado na cidade, somente neste ano, pelo ataque de escorpiões. Com o projeto, a ideia é que o número de casos, ao menos, diminua. Para apresentar o projeto, Almir se amparou em portaria de 2004 do Ministério da Saúde, referente à organização do SUS (Sistema Único de Saúde), que determina ao município a responsabilidade pelo registro, a captura, a apreensão e a eliminação de animais que representem risco à saúde humana, cabendo ao estado a supervisão dessas ações.

ARNON GOMES
Araçatuba

Comment here