AraçatubaCidades

Zona azul reaquece o comércio em Jales

DA REDAÇÃO – JALES

Comerciantes da região central de Jales estão entusiasmados com o retorno da zona azul, reimplantada de forma moderna com plataforma integrada e 100% digital, democratizando o uso das vagas nas vias públicas do centro e fomentando as vendas do setor varejista.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Jales, Leandro Rocca, explica que quando não havia a zona azul, os próprios comerciantes e empregados do comércio acabavam ocupando todas as vagas das vias públicas na região central, deixando os clientes sem opção para estacionar os veículos e fazer compras no centro.

O resultado era motoristas transitando em busca de vagas e o comércio perdendo vendas com desistência do consumidor. “O comércio de Jales recebe muitos visitantes de pequenas cidades da região, sendo que a maioria vem de carro”, disse Rocca.

Agora está sendo possível encontrar vagas com facilidade e, a expectativa, é de que o comércio registre um aumento nas vendas entre 10% a 20% por conta da facilidade de o consumidor parar na região central. Ele também destaca o novo sistema implantado, 100% digital, que traz modernidade ao sistema de zona azul.”

A comerciante Anelise Martini, da empresa Salto e Cia, está instalada na rua 13 há quatro anos. “Os clientes reclamavam muito da falta de vagas disponíveis, precisavam parar o carro há uma distância de dois a três quarteirões”, disse. Ela decidiu se tornar um ponto de vendas da Jalespark, oferecendo aos consumidores mais uma oportunidade para a validação das vagas. Isso deu impacto positivo para a sua loja, e registrou aumento na receita em 30%. “Tem muita gente que entra aqui e acaba conhecendo a loja. Teve cliente comentando que não sabia que tínhamos preços acessíveis. Outros entram para pagar a área azul e acabam comprando alguma coisa. E isso acaba promovendo a formação de novos clientes, além de favorecer os clientes fidelizados”, afirmou.

Uma média de 90 pessoas por dia entram na loja Salto e Cia para validação da vaga na área azul e o acesso dos usuários estimula as vendas.

Nayara Sabion Proni da Silva, da Empórium Alimentos Naturais, afirma que a zona azul trouxe melhorias ao seu comércio, “Muitas vezes perdia vendas porque o cliente não encontrava uma vaga para estacionar, e cansava de ficar procurando. A implantação da zona azul foi excelente para o comércio. Além de favorecer os clientes da loja, estou tendo muito retorno como ponto de vendas, porque as pessoas entram para fazer o pagamento para uso da vaga, acabam conhecendo a loja e comprando alguma coisa”, explicou.

O comerciante Murilo César Rodrigues, da Aqua Piscinas, está há 15 anos instalado no centro de Jales. Como vende produtos de grande porte e pesados, seus clientes tinham dificuldade de parar perto da loja para carregar o carro. “Todo dia pelo menos quatro clientes chegavam reclamando que o carro estava longe e que não encontraram lugar para estacionar perto da loja” conta Rodrigues.

Para carregar os veículos, os clientes precisavam parar em fila dupla e as vezes acabavam até sendo multados. “Com a zona azul melhorou muito, perdia muitas vendas porque o cliente não encontrava um lugar para estacionar. O comércio vai ganhar muito com isso”, afirma.

O proprietário da empresa GNT, que atua no ramo financeiro, Pedro Gentile Júnior, disse que sua empresa fica em uma área onde não havia tanta concorrência por vagas. Como ele tem uma atuação diferenciada do comércio varejista, disse que não chegou a perceber mudança no movimento. No entanto, diz que, se é uma tendência dos grandes centros, entende também a necessidade da implantação no centro de Jales. Ele disse que a empresa é muito bem organizada e percebeu o bom atendimento da equipe da concessionária do serviço na cidade.

De acordo Sérgio Perpétuo Marques, proprietário da Drogaria Bom Jesus, instalada na rua Oito há 12 anos, a zona azul trouxe comodidade aos clientes e com certeza melhoria para o comércio. Seu estabelecimento chega a atender mais de 100 usuários da zona azul em um único dia, que entram para efetuar o pagamento da tarifa para estacionar. Este fator, segundo ele, agrega além de valores, a formação de novos clientes, e favoreceu também o aumento no volume de vendas.

Ele explica que o cliente de farmácia, se não encontra uma vaga para estacionar, acaba migrando para outro estabelecimento. “Muitas vezes o cliente rodava várias vezes e por não encontrar uma vaga, desistia de comprar no meu estabelecimento. Agora, com a zona azul, ficou fácil encontrar uma vaga”, afirmou. Marques diz que percebeu um aumento nas vendas e no movimento em sua farmácia após a implantação da zona azul.

 

Comment here