AraçatubaCidades

Tieza anuncia volta à Câmara e afirma: ‘Tenho obrigação de disputar a presidência’

ARNON GOMES – ARAÇATUBA

O que, nos últimos meses, era motivo de conversas nos bastidores políticos se confirmou nesta semana: Tieza Marques de Oliveira deixará o comando da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e reassumirá sua cadeira na Câmara. O retorno da vereadora do PSDB já tem, inclusiver, data marcada: 3 de dezembro. Ontem, em entrevista ao jornal O LIBERAL REGIONAL, ela também respondeu a outra pergunta que rondava no meio político local: disputará ou não a presidência do Legislativo? Sim, ela concorrerá e disse mais: “Tenho a obrigação de disputar”.
A parlamentar era cotada para ser eleita a presidente da Casa nos dois primeiros anos desta legislatura, iniciados em 2017. Entretanto, em acordo na base do prefeito Dilador Borges (PSDB), Tieza ajudou a eleger o atual presidente, Rivael Papinha (PSB), com a garantia de que, desta vez, terá apoio para chegar à linha de frente do parlamento. Entretanto, não parece certa, no momento, a combinação do que foi conversado lá atrás.
Conforme este jornal vem noticiando nos últimos dias em suas colunas políticas “Olho Vivo” e “Bastidores”, outros três vereadores estariam interessados em assumir a presidência: o próprio Papinha e Antônio Edwaldo Dunga Costa (DEM) e Jaime José da Silva (PTB), que já lideraram o Legislativo. De qualquer forma, Tieza está confiante. “Eu gostaria muito de ser presidente, de fazer um bom trabalho pelo povo. Acho que eu conseguiria implantar alguma coisa diferente na Câmara”, afirmou a vereadora. “Fico muito agradecida ao Marcio Saito e feliz por ter deixado a secretaria de um jeito diferente do que a encontrei quando assumi”, declarou Tieza, referindo-se ao seu suplente na Câmara e à própria pasta que comandou na Prefeitura. Tieza assumiu a Cultura com a saída da ex-vereadora Marly Garcia de seu comando, em meio a uma série de desgastes políticos quanto à sua nomeação.
INCÓGNITA
Se, na Câmara, a expectativa é grande quanto ao nome do próximo presidente, na Prefeitura, a incógnita, agora, consiste na definição do próximo titular da Cultura e do Turismo. Se até o próximo dia 2 não houver a escolha, assumirá de forma interina o atual assessor executivo do setor, Luís Cláudio da Silva Benedito Júnior.
No entanto, a reportagem apurou que o Conselho Municipal de Políticas Culturais está interessado em participar dessa indicação, no mínimo, posicionando-se oficialmente a respeito.
Entre os membros do órgão, que tem papel fiscalizador e consultivo, um nome que agrada é o da servidora Vanessa Manarelli, pela experiência com os projetos e domínio das atividades da secretaria. Em geral, os representantes do conselho querem que o próximo secretário seja um “agente cultural” e não, um “indicado político”.

Comment here