Home Cidades Andradina Ministério da Educação aprova Direito na Fundação Educacional de Andradina

Ministério da Educação aprova Direito na Fundação Educacional de Andradina

3 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ANTÔNIO CRISPIM – ANDRADINA

O Ministério da Educação (MEC) aprovou o curso de Direito das Faculdades Integradas Stella Maris (Fisma), mantida pela Fundação Educacional de Andradina (FEA), um das mais tradicionais instituições de ensino da região noroeste de São Paulo e que no ano passado comemorou 50 anos de criação. A portaria da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior, do MEC, autorizando a instalação do curso, foi publicada no Diário Oficial da União de quinta-feira (5). Diante disso, a direção da instituição já marcou o exame vestibular para o dia 18 de março e o início das aulas para o dia 6 de abril.
O mestre em Direito Constitucional e professor universitário, Edilson Gomes da Silva, que foi convidado para assumir a coordenação do curso, disse que a autorização do MEC coroa um trabalho de longo tempo que vem sendo feito pela direção da Fundação. O professor destacou o trabalho do presidente Adalberto Bento e da diretora de cursos superior, Carla Baleroni Guerra, que vêm trabalhando há muito tempo para a criação do curso. A Comissão de Avaliação do MEC esteve na FEA em 2018 e desde então aguardam a autorização para instalação do curso, já que todas as exigências foram cumpridas.
Criada em 1969, a Fundação Educacional de Andradina consolidou-se como instituição de ensino profissionalizante formando técnicos em várias áreas, com destaque parta eletrônica, eletrotécnica, auxiliar de enfermagem e outros. A primeira faculdade foi a Escola Superior de Educação Física (Esefa). Depois vieram a Medicina Veterinária, Agronomia e Serviço Social. Agora, o curso de Direito.
“Estamos trabalhando para oferecer um curso à altura da tradição da FEA, que é uma referência regional. Já marcamos a aula inaugural estamos definindo quem será convidado para a palestra”, finalizou Edilson Gomes da Silva.


Compartilhe esta notícia!