ORIENTAR - Fiscais foram para as ruas visando orientar quanto às melhores práticas de prevenção

Fiscais dobraram o número de operações relacionados à covid 19

Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

Esta semana foi para as ruas da cidade a equipe de fiscalização apoiada pelos policiais da Atividade Delegada para cumprir ações de fiscalização em estabelecimentos comerciais, não apenas em bares e restaurantes, mas também academias, farmácias, bancos e toda atividade que possa representar risco a saúde se mal orientada.

O combate a aglomerações passa pelo serviço de orientar quanto ao uso de máscara, se estão seguindo os protocolos sanitários e de segurança, para a prevenção do e aplicar multas se houver resistência as normas, insistência ou reincidência de práticas condenáveis.

“Ações das operações buscam que o comércio desenvolvam suas atividades de maneira responsável, que contam com participação de diversos seguimentos do poder público para combater aglomerações, falta de uso de máscara e descumprimento de medidas sanitárias”, disse  Fernanda de Lucena,  diretora do Departamento de Fiscalização de Tributos e Posturas .

Após aumento no número de internações por Covid-19 nas últimas duas semanas, A Prefeitura de Andradina praticamente dobrou as ações reforçando as vistorias que se seguirão neste sábado e domingo. As ações não é uma “caça às multas”, mas tem objetivo de preservar a vida na cidade.  “É claro que excessos não são tolerados, podendo acarretar em emissão de penalidades, como multas e ainda interdições, inclusive nos casos de grandes aglomerações e som alto, disse.

 

FISCALIZAÇÃO DO GOVERNO

Entre as medidas anunciadas pelo Governo de São Paulo, que decretou “Fase Vermelha” para todo o estado, será ter fiscalização própria das atividades em todas as cidades paulistas.

O estado montará operações de fiscalização para tentar restringir a circulação de pessoas e atividades no estado entre as 23h e as 5h, a começar neste sábado (6). O principal argumento do governo para endurecer a fiscalização foi o recorde histórico de pessoas internadas em UTIs (unidades de tratamento intensivo) com covid-19 no estado. Segundo o governo, serão multados estabelecimentos e casas que estiverem promovendo festas nesse horário, algo já proibido desde o primeiro semestre de 2020, e pessoas que forem reincidentes na circulação na rua sem justificativa. São válidos motivos de trabalho ou saúde.

O motorista [ou transeunte] será abordado pra se explicar que ele não pode estar circulando, o risco que ele está correndo. Ele vai ser orientado a voltar para casa, é uma advertência. Será alertado de que, se for pego uma segunda vez, aí sim, ele será multado.

 


Compartilhe esta notícia!

Veja também

Depois de dois anos, Ilha Comprida volta a ser devastada por incêndio

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – CASTILHO Desde domingo a Ilha Comprida, no Rio Paraná, entre …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *