Home Cidades Andradina Racionamento de água divide município da região

Racionamento de água divide município da região

5 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

DIEGO FERNANDES – PEREIRA BARRETO

O município de Pereira Barreto começou nesta segunda-feira um racionamento de água em toda a cidade. O método adotado pela Serviço Autônomo de Água e Esgoto foi o de revezamento, interrompendo o fornecimento de água de parte da cidade durante o dia.

O SAAE, que cuida do abastecimento do município, dividiu a cidade em zonas norte e sul e cada uma delas terá o fornecimento de água interrompido entre 8 e 9 horas, como forma de racionar a utilização da água, por causa da seca.

Entre às 5h e às 13h, o fornecimento de água está ocorrendo apenas para a zona sul da cidade. A divisão ocorre entre a Avenida Francisco Custódio Pacca e a rua Dona Lili, que praticamente se cruzam na principal avenida do município, a av. Jonas Alves de Melo. Este fornecimento ocorre, neste período, em residências e estabelecimentos que estiverem no sentido da Santa Casa e da prainha municipal. As demais ficam sem água.

Já para a zona norte, no sentido do Recinto de Exposições a partir do mesmo cruzamento, o fornecimento de água está ocorrendo entre 13h e 22h. Já a zona sul fica sem abastecimento no período.

Segundo Mauro André Martins, que é diretor do Sistema de Abastecimento de Pereira Barreto, a partir das 22h será mantido um abastecimento mínimo, como forma de reabastecimento para o início do próximo dia.

“A partir das 22h a gente vai manter o sistema no mínimo para não despressurizar a rede, mas para a gente poder se reabastecer para começar, no próximo dia, a partir das 5h com o sistema já abastecido”, explicou em entrevista concedida à TV Tem.

A reunião que decidiu pelo racionamento e pelo revezamento na distribuição ocorreu no domingo e a medida foi tomada de forma emergencial na segunda-feira. Segundo Mauro Martins, o objetivo foi igualar o abastecimento e manter um fornecimento mínimo de água em horários pré-programados para que os moradores pudessem adaptar seus horários.

“A gente teve que se reunir emergencialmente em pleno domingo porque a população estava sofrendo, a gente via nas redes sociais. Realmente, o sistema estava desproporcional, tinha gente ficando sem água muito tempo. Então a gente optou por fazer esse racionamento, ou revezamento. Conversamos com o nosso prefeito e ele aceitou, então a gente dividiu a cidade em dois setores para que todos tenham água pelo menos em um período em quantidade suficiente para eles poderem se programar”, explicou.

A medida não tem data de encerramento. A expectativa da administração é de que as chuvas cheguem o mais rápido possível para completar os reservatórios.


Compartilhe esta notícia!