Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

A crise econômica desencadeada pela pandemia do novo coronavírus não impactou as exportações de Andradina. No período de janeiro a agosto deste ano, o município exportou 251,02 milhões de dólares, o que representa aumento de 12,9% na comparação com o mesmo período do ano passado. Em 2020, Andradina importou 1,13 milhão de dólares. O saldo da balança comercial no período foi de 249,89 milhões de dólares, o equivalente a a mais de R$ 1,3 bilhão. Andradina lidera as exportações na região e é o 18º maior exportador de São Paulo e ocupa a 118º  no ranking brasileiro.

De acordo com os números divulgados pelo Ministério da Economia, o principal produto exportado por Andradina é a carne bovina congelada com 54%; outras preparações e conservas de carne com 18%, álcool etílico com 12% e açúcar com 11%. Ou seja, apenas os setores de carne e cana-de-aççúcar respondem por 95% de tudo que o município exporta. Os principais compradores são a China, com 51,3%, Estados Unidos com 21,8%. Os produtos andradinenses vão para vários outros países, mas em pequenos volumes.

Devido à pandemia, a China ampliou as compras de produtos vendidos pelas indústrias de Andradina. A variação em relação ao ano passado foi superior a 49%.

Graças ao desempenho do frigorífico e da usina, o município manteve a oferta de trabalho em alta, sendo um dos poucos da região que conseguiram ampliar a oferta de trabalho este ano.


Compartilhe esta notícia!