Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ANDRADINA

A cidade de Andradina foi fundada oficialmente em julho de 1937. Dois anos depois, em setembro de 1939, começou a Segunda Guerra Mundial, que duraria até 1945, mudando a composição global. Porém, aquele pequeno núcleo encravado na floresta às margens da ferrovia, desafiava tudo para projetar-se.  No dia 8 de março de 1946, empreendedores se uniram para fundar a Rádio Andradina: Nicolau Fares, Alcides Fernandes de Paiva, doutor Irineu Franco Milano, Nicola Brandão Mussolino e doutor Alfredo Martins. O primeiro gerente foi Arnaldo Poço.

Em 4 de setembro de 1950, depois de muito trabalho para instalação de equipamentos, a Rádia Andradina foi para o ar em caráter experimental. 15 de novembro do mesmo ano, em clima de festa, a rádio foi oficialmente inaugurada. Um presente para Andradina e a região. Já em 1956 passou a integrar o grupo Emissoras Coligadas, um dos mais importantes da época.  Desde 1978 a Rádio Andradina integra o Sistema Regional de Comunicação, que nasceu em Andradina, mas que se expandiu por toda a noroeste de São Paulo e o interior de Mato Grosso do Sul.

Pela sua pujança, em ampla reportagem da revista Seleções, publicação mensal no Brasil da Reader’s Digest, de Nova Iorque, Andradina recebeu o nome de “Milagre nas selvas”. A Rádio Andradina veio exatamente para integrar este povo. “Milagre bandeirante. Gente de todos os quadrantes. Sonho milionário. Fazenda Guanabara. Sonho proletário”, como eternizou a poetiza Cora Coralina em “Cântico de Andradina”. A própria poetiza era recém chegada à cidade.

E foi a Rádio Andradina que serviu por muito tempo de fonte de informação, de comunicação entre amigos e familiares por meio de cartas lidas em seus programas e também de escola para muitos profissionais que se consolidaram no ramo da comunicação. Pode-se dizer que a Rádio Andradina cresceu e desenvolveu com Andradina.

Em 1950, o presidente do Brasil era Eurico Gaspar Dutra. O homem ainda sonhava em chegar à lua. O Brasil perdeu a Copa do Mundo para o Uruguai em pleno Maracanã e nas rádios de São Paulo faziam sucesso Francisco Alves, Emilinha Borba, Araci de Almeida e outros cantores hoje quase esquecidos. O jornalista Assis Chateaubriand surpreendeu o país ao inaugurar a sua TV Tupi em setembro. Em outubro, Getúlio Vargas foi eleito presidente do Brasil. A Petrobras foi criada apenas em 1953.

Isso mostra a importância da Rádio Andradina, não apenas como veículo de comunicação de massa, mas com uma empresa sólida, uma das raras que sobreviveu às graves crises econômicas, turbulências políticas e agigantou-se na adversidade, ingressando no processo de modernização. Hoje a Nova Rádio Andradina FM.

HISTÓRIA

No dia 4 de setembro de 1950 a Rádio Andradina foi para o ar em caráter experimental. Uma festa para a cidade de Andradina e a comunidade regional. Foram anos de programação eclética e prestação de serviços. Poucos anos depois foi adquirida pela rede Emissoras Coligadas, uma das mais importantes e depois por um grupo de Andradina, liderado pelos irmãos Arnaldo e Vanderlei Silva Leão. Vanderlei chegou a Andradina para gerenciar a rádio, que na época pertencia às Emissoras Coligadas. Anos depois, comprou a emissora.

Em 1978, o empresário Nivaldo Franco Bueno, que já havia comprado a Rádio Urubupungá, assumiu a Rádio Andradina, dando início a um amplo processo de expansão com rádios em várias cidades de São Paulo e chegando ao Mato Grosso do Sul.

O prédio onde desde o início da década de 1970 funciona a Rádio Andradina (Rua Homero Rodrigues Silva, 1090), transformou-se em sede e centro administrativo do SRC, que mantém gestão descentralizada de suas empresas nas cidades onde está presente.

Com mais de meio século de experiência no meio da radiodifusão e passagem pelas mais importantes emissoras do país até chegar a Andradina, o empresário, radialista e jornalista Nivaldo Franco Bueno não esconde a sua emoção e empolgação ao falar da Rádio Andradina, uma relação de 42 anos de convívio diário e acompanhamento contínuo da programação.

Mais do que ninguém, Nivaldo sabe da importância da Rádio Andradina, não apenas para Andradina e cidades da região, mas para a história da Região Noroeste como um todo. Afinal, são 70 anos de existência.

Hoje, no SRC, ainda atuam profissionais que estavam na Rádio Andradina como Salvador Placco Neto (Andradina) e Omar Abdalla (Araçatuba). Em Andradina muitas pessoas fizeram história na comunicação, como Vanderlei Silva Leão, Edson Coutinho e tantos outros.

Hoje, aos 70 anos, a Rádio Andradina tem como gerente Washington Luiz.

C1 Rádio Andradina atual


Compartilhe esta notícia!