Compartilhe esta notícia!

DA REDAÇÃO – ARAÇATUBA

A prefeita Tamiko Inoue acompanhou, na manhã desta quinta-feira (06), a entrega da doação de uma ambulância UTI Móvel feita pela empresa JBS para o Fundo Municipal de Saúde.A doação faz parte da campanha “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade” na parceria com o Governo de Andradina no combate a pandemia do coronavírus. O veículo foi adquirido por um valor de R$ 193 mil e é o primeiro do município nesta categoria. Na oportunidade Tamiko agradeceu o gerente de Recursos Humanos da unidade da JBS em Andradina, Ricardo Toló, pela iniciativa.

 

“Uma ação excelente que vai ajudar muito a população andradinense”, comentou a prefeita destacando que haverá reforço aos cofres públicos, já que o município economizará no aluguel de UTI móvel para o transporte de pacientes.

 

Participaram do ato na Secretária de Saúde, o secretário da pasta, Farid Haddad e a secretária-adjunta, Jane Martins; o de Administração, Antonio Sérgio da Fonseca Filho, o assessor especial membro do Comitê de Crise Covid-19, Hygor Grecco, o assessor Silvio Spegiorin, além da equipe JBS.

 

Na campanha também já foram entregues 2 mil cestas básicas e 86 mil equipamentos de proteção individual (EPIs) – máscaras cirúrgica e N95, aventais, macacões impermeáveis e luvas cirúrgicas, além de eletrocardiógrafo, bomba de Infusão e um raio-X para a Santa Casa.

 

Andradina é um dos mais de 200 municípios que serão beneficiados pelo programa da JBS no Brasil. Segundo informações divulgadas pela empresa, no Estado de São Paulo, estão sendo distribuídos em doações o equivalente a R$ 39 milhões, sendo R$ 10 milhões para o Estado e R$ 29 milhões para 34 cidades paulistas, beneficiando mais de 18 milhões de pessoas.

 

Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade”a6 doacaoamb2

Os R$ 400 milhões que serão doados pela JBS contra a pandemia no Brasil serão aplicados nas três frentes de atuação do programa – saúde, assistência social e ciência. A estimativa é que mais de 63 milhões de pessoas sejam beneficiadas com as ações.

A alocação dos recursos considera um diagnóstico feito com sistemas de saúde municipais e estaduais e incluiu entrevistas e análise de dados. Essas informações foram avaliadas por especialistas dos três comitês independentes do programa da JBS nas áreas de saúde, social e ciência e que, com larga experiência em seus respectivos setores de atuação, apoiaram na definição das ações e projetos atendidos.

 


Compartilhe esta notícia!