Home Cidades Andradina Morre o pioneiro Fernando de Oliveira

Morre o pioneiro Fernando de Oliveira

2 minutos de leitura
Compartilhe esta notícia!

ANTÔNIO CRISPIM – ANDRADINA

A tradicional Vila Passarelli, de Andradina, perdeu nesta terça-feira (28), um autêntico pioneiro: Fernando de Oliveira, aos 97 anos de idade. Muito conhecido no bairro e na cidade, “seo” Fernando, como era conhecido, era pai do vereador Silas Carlos de Oliveira e também do ex-vereador Hermenegildo Gildão de Oliveira (já falecido). O corpo de Fernando de Oliveira será velado hoje das 8 às 12 horas na Funerária PAF e o sepultamento será às 12 horas, no Cemitério São Sebastião.

Fernando de Oliveira nasceu no dia 28 de novembro de 1922 em Lins. Aos 25 anos, seguiu de trem para a nova cidade que estava surgindo no sertão da região noroeste. Movido pelo sonho da nova cidade, em 1948 chegou a Andradina e logo casou-se com dona Antônia. “Seo” Fernando trabalhou como celeiro, bucheiro para formar a família, constituída por 12 filhos. Hoje são nove. No total, o casal tem 16 netos, 17 bisnetos e cinco tataranetos. Consolada por todos os familiares, dona Antônia, aos 91 anos, perdeu o companheiro de tantas décadas.

O filho Silas Carlos de Oliveira disse que o pai vinha recuperando-se de tratamento oncológico e estava lúcido e muito bem. Nessa terça-feira, passou mal. Foi socorrido, mas faleceu. “Meu pai viu da mesma casa a Vila Passarelli crescer e se transformar”, acrescentou Silas.

O casal Antônia e Fernando de Oliveira tiveram os filhos: Cleide, Neide (falecida) Mercedes, Hermenegildo (falecido), Dirceu, Adneide, Marineide, Deleide, Fernando, Silas, Débora e Ana Cristina (falecida).

A7 FAMÍLIA FERNANDO


Compartilhe esta notícia!