Compartilhe esta notícia!

ARNON GOMES – ANDRADINA

Ao longo de 2019, antes da pandemia, Andradina ostentou posição de destaque na geração de empregos com carteira assinada na Região.

O município terminou o ano como o que mais contratou do que demitiu, de acordo com o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério da Economia.

O levantamento apontou a geração de 944 vagas, resultado de 6.001 contratações contra 5.057 desligamentos.

O bom desempenho do último foi consequência da abertura de cem empregos diretos pelo  SuperAtacado Leve Mais, Pague Menos. A empresa MultMudas Brasil (antigas instalações da Eucalipto Brasil) também gerou 150 empregos diretos, com sua abertura.

Carro-chefe da economia local, a produção de carnes deu grande contribuição. A unidade JBS da cidade recebeu apoio da Prefeitura para adicionar um turno de produção, gerando diretamente 380 novas vagas.

“Esse saldo positivo está vinculado ao ramo do agronegócio ligado ao setor de carnes, que está sendo beneficiado pelo crescimento da demanda chinesa de produtos do Brasil”, analisa o economista e professor universitário Marco Aurélio Barbosa.

Em todo o Brasil, as exportações para a China têm aumentado pelo fato de o país asiático ter sido atingido no final do ano passado pela peste africana – doença hemorrágica altamente contagiosa provocada por um vírus que só atinge os porcos. “Dessa forma, o resultado do setor acaba alavancando outros setores da economia local, gerando efeitos multiplicadores positivos”, completa Barbosa.

SETOR PÚBLICO

Já em sua própria estrutura funcional, a administração municipal aumentou em 15 o número de auxiliares sanitários, além de dois médicos veterinários, o que permitiu esta ampliação na capacidade produtiva.

Na cidade, a geração de vagas é um trabalho constante de diversas secretarias, incluindo entre elas, a de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda, que define ações e estratégias para o crescimento de ofertas de empregos.

Além de ter uma cidade com infraestrutura adequada, a geração de emprego é facilitada por meio de legislações modernas, como o Prodesan, de incentivo ao empreendedor e de sistemas como “Emprega Andradina”, ferramenta eletrônica de contração de mão de obra. O poder público local ainda mantém parceria com o Sebrai Aqui! e Banco do Povo Paulista (BBP) e uma grande oferta de cursos de qualificação.

COVID

Já neste ano, com a pandemia do novo coronavírus, a gestão da prefeita Tamiko Inoue (PSDB) tem procurado socorrer empresas do município que passam por dificuldades.

Por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda em parceria com o Banco do Povo Paulista do Governo do Estado, realizou o empréstimo de aproximadamente R$ 500 mil na linha Especial Covid-19.

Foram 45 profissionais informais, pequenas empresas e produtores rurais que obtiveram o financiamento a taxas de 0,35%. “O BBP de Andradina é um dos que mais oferece crédito do Estado, fortalecendo o microempreendedor e toda economia local”, destacou a secretária da pasta, Gislaine Aparecida Asti, ao lançar a medida. Ela ressaltou que foi um pedido de Tamiko a atenção especial nesta época de pandemia aos empresários do município.


Compartilhe esta notícia!