Compartilhe esta notícia!

ANTÔNIO CRISPIM – ANDRADINA

Com sol brilhando e temperatura acima de 33 graus, seria um típico domingo de verão em Andradina. Seria, porque o 1º Open Street Skate, promovido pelo SRCTV mudou a rotina dos andradinenses. Logo pela manhã, expressivo público compareceu na área da pista municipal de skate. No local, foi montada completa estrutura, com tendas e praça de alimentação, além de unidades da Saúde e da Polícia Militar. O que seria uma competição de skate transformou-se grande evento, atraindo a família andradinense e da região, além de participantes de várias partes do estado. Todos os presentes enalteceram a estrutura montada e a organização do evento.
O evento foi um marco na história esportiva de Andradina por tudo que representou. Estiveram presentes a prefeita Tamiko Inoue, o vice-prefeito Pedrinho Bentivoglio, secretários Manoel Messias de Almeida (Promoção à Cidadania e Direitos Humanos), Ernaldo Calvoso (Obras), Sérgio Faustino Teixeira (Políticas Sobre Drogas), Paulo Sérgio dos Santos (Esportes, Lazer e Juventude) e outros integrantes do governo municipal, presidente da Câmara, Geraldo Shiomi Júnior, vereadores Guto Marão, Zé Rosa, Edgar Dourado, diretores do SRC, Nivaldo Franco Bueno, Adeliz Rocha, Marcelo Rocha e Alexandra Rocha, representantes da imprensa, como Melissa e José Luiz (O Jornal da Região), Moisés Eustáquio (Impacto), Manoel Messias (Mil Notícias), Hugo Leonardo (Hoje Mais Andradina) e o andradinense Samuel Jimmy, que é referência nacional no skate, com participação em competições na Europa e nos Estados Unidos.
Ao falar sobre a organização da competição, o presidente do SRC, Nivaldo Franco Bueno explicou que a demonstração de Mineirinho na Ponte Estaiada, em São Paulo, chamou a atenção. Diante disso, convocou toda a equipe do SRC para uma reunião e apresentou a proposta de organização de evento em Andradina. A ideia foi aprovada por todos. Foi destacado também que o skate passou a ser esporte olímpico e seria mais uma motivação. Com a ideia aprovada, passou-se à organização. Nivaldo Franco Bueno enalteceu o apoio recebido da prefeita Tamiko Inoue e do assessor Jamil Ono, e de vários secretários municipais.
“Foi um acontecimento ímpar. Eu não sabia a força que tinha o skate. Eu não tinha ideia do que poderia acontecer. “A verdade é que todo mundo abraçou a ideia e foi um sucesso absoluto. Foi uma experiência muito agradável. Andradina teve um domingo diferente. Teve um domingo alegre, para as famílias. Nossa cidade precisa ter estas atrações”, disse Nivaldo, citando que o fato do skate tornar-se esporte olímpico pesou na decisão e no sucesso do evento. “Olimpíada é a maior competição que existe esportivamente em todo o planeta. Isso facilitou muito o trabalho. Contamos com vários patrocinadores. vários colaboradores, Isso nos deu a oportunidade de transformar a ideia em realidade”, disse Nivaldo, citado o Supremo Restaurante, Fernando Magno, SR Martins, Rede Telecom, Tendas Pirâmides, JMV Porduções, Savana Park Hotel, Fixar Adesivos, a Prefeitura de Andradina, a Câmara Municipal de Andradina, Du Cotom, entre outros. “Foi um acontecimento importante. Não para nós. Mas para a cidade”, concluiu Nivaldo Franco Bueno.
Presente na abertura do evento e participando da entrega de prêmios na categoria mirim, a prefeita Tamiko Inoue destacou o nível de organização do evento e cumprimentou o presidente do SRC, Nivaldo Franco Bueno pela iniciativa. O vice-prefeito Pedrinho Bentivoglio e o presidente da Câmara, Geraldo Shiomi Júnior, também falaram sobre a competição e o sucesso alcançado, a participação de atletas de várias cidades de diferentes regiões do estado e o efetiva presença do público.
O narrador Fernando Juruna, com larga experiência no skate, disse que a competição superou todas as suas expectativas. Ele destacou cobertura da mídia e o apoio do poder público, levando o evento a atrair competidores de várias cidades. “Isso mostra a real imagem do esporte, que sempre ficou à margem da sociedade. Hoje, com a entrada do skate nos Jogos Olímpicos, está tendo o reconhecimento”, disse Juruna, frisando que o evento em Andradina surpreendeu a expectativa do público e dos competidores. “Estamos mostrando um evento muito legal. Bem família. Esperamos que venha o próximo.
Outro que destacou o nível do evento foi Mário Marques, eu ao lado de Leo Spanguero, ambos da Confederação Brasileira de Skate, foi o juiz da competição. Marques disse que começou a praticar skate aos 10 anos, há 25 anos, com expectativa de profissionalização. “Mas para a minha família não era real. Era impossível”, disse, frisando que hoje é muito importante ver o apoio do poder público e de famílias ao esporte. “As crianças podem tornarem-se profissionais e até mesmo disputar uma olimpíada”, disse Mário Marques, que mora na Zona Sul de São Paulo e vive do skate. “Muitas empresas, mesmo aquelas que não relação com o esporte, estão acreditando,patrocinando competições e atletas”, finalizou Mário Marques.

HOMENAGEM
Durante a competição, o narrador Fernando Juruna deu uma pausa para uma homenagem ao andradinense Samuel Jimmy, que hoje é referência do esporte no país, com participação nas mais destacadas competições dos Estados Unidos e Europa. Samuel é filho de Moisés Roveri, popular Jimmy Carter, que estava no local com a mulher Vaneide Siqueira. O irmão de Samuel, Eliel, também estava presente.
“Vocês não têm ideia do que representa do Samuel Jimmy para o skate do Brasil”, disse Juruna, relembrando algumas passagens do skatista, que sempre teve o apoio da família.

ATRAÇÕES
Ao longo do dia o local teve várias atrações, como diversificada praça de alimentação, que atendeu de sabado ao domingo à noite. Outro destaque foi a apresentação de Mário Marques e Leo Spanguero, que foram juizes. Porém, uma categoria e outra, foram para a pista e mostraram toda habilidade nas manobras.

A5 homenagem

Garotos mostram disposição na categoria mirim
A categoria mirim é estabelecida por idade ou no máximo três anos de efetiva participação nesta mesma categoria. Em Andradina, o 1º Open Street Skat atraiu participantes de várias cidades. A mais distante foi São Carlos, que participou com numerosa delegação. Já é desenvolvido um projeto social com crianças.
Foram várias baterias com a participação de cinco atletas em cadas. Depois das apresentações. foram escolhidos os cinco melhores para a final. Na disputa final, cada atleta teve duas séries de um minuto cada para mostrar sua habilidade e criatividade aos juízes. Os cinco receberam prêmios e medalhas.
CLASSIFICAÇÃO MIRIM
1º lugar – Francisco Dante – 11 nos – São Carlos
2º lugar – Guilherme Amorim – 8 anos – Pereira Barreto
3º lugar – Michel Ferrari – 15 anos – São Carlos
4º lugar – Milton Delaporte – 13 anos – São Carlos

A5 - disputa mirim -A5 - Iniciante premiação
Iniciantes têm prazo para ficar na categoria
Os regulamentos do skate podem mudar de uma competição para a outra. No entanto, na categoria iniciante não há questão de idade. Após quatro anos competindo nesta categoria,o skatista precisa mudar para a amador. Em Andradina, os participantes vieram de vários lugares e tinham idades próximas.
Da mesma forma, foram disputadas várias baterias e os cinco melhores pontuados foram classificados para a final. Como na categoria mirim, cada finalista teve duas séries de um minuto para apresentar o seus trabalho. Além dos prêmios, receberam troféus e o primeiro colocado R$ 300 de bonificação.

CLASSIFICAÇÃO INICIANTE
1º lugar – Tiago Felipe – São José do Rio Preto
2º lugar – Mateus Shock – Andradina
3º lugar – Alan Vítor – Lins
4º lugar – Marcel Oliveira – Guararapes
5º lugar – Carlos Souza – Pereira Barreto

Disputa acirrada na principal categoria da competição

Na principal disputa do 1º Open Street Skate de Andradina – amador -, foram cinco baterias classificatórias e os juízes demoraram para determinar os cinco classificados para a final. O nível dos competidores era bastante elevado e chamou a atenção do público, que permaneceu até o final.
Por ser uma categoria integrada por skatistas que praticam o esporte há muito tempo, já era esperado o bom nível os competidores e o suspense quanto ao vencedor foi mantido. Dois nomes despontaram desde a fase classificatória; Raphael Henrique Pereira da Silva, de Andradina e Vítor Lopes, de São Carlos. Os dois realmente mostraram bom trabalho. Raphael Henrique, foi campeão e além de prêmios levou bônus de R$ 600,00, tem 17 anos e pratica skate há 9 anos.

CLASSIFICAÇÃO INICIANTE

1º lugar – Raphael Henrique – Andradina
2º lugar – Vítor Lopes – São Carlos
3º lugar – Marcos Gomes – Marília
4º lugar – Juan Souza – São José do Rio Preto
5º lugar – Marcos Santos – Marília

A5 aMADOR PREMIAÇÃO


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Andradina

Veja também

Governo de São Paulo lança plano hospitalar para enfrentar novo coronavírus

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – SÃO PAULO O governador João Doria, o secretári…