Compartilhe esta notícia!

F oram três dias de celebrações das conquistas desses 79 anos, começando com a inauguração da Ala Cirúrgica “Doutor Edebrando Herreros”, uma estrutura de 22 leitos, construída com recursos próprios e que foi marcada com muita emoção pela apresentação do Coral da APAE de Andradina. Seguida por uma palestra motivacional na Câmara Municipal para colaboradores e população em geral e com encerramento no dia 10 de maio, data da fundação da instituição, com uma missa na Capela do hospital, celebrada pelo Padre Sebastião.
“Nosso objetivo foi celebrar essa data com nossos colaboradores e toda população andradinense e regional, pois trabalhamos na busca incessante pela defesa da vida. Minha eterna gratidão a todos os profissionais que nesses 79 anos, construíram essa história”, disse Sebastião Sérgio da Silva, superintendente da Santa Casa Andradina.
Completando 79 anos, tem muito a comemorar, com a gestão das unidades: AME Andradina, AME Araçatuba, AME Botucatu, AME Fernandópolis, AME Promissão, Rede de Reabilitação Lucy Montoro de Fernandópolis e Saúde Indígena do Ministério da Saúde de Curitiba, mas ainda tem como desafio, a estruturação da rede de serviços de média complexidade de suas regiões de administração com a máxima humanização do serviço prestado.
Com essa demanda, constituiu-se a Organização Social de Saúde Andradina, que se tornou referência no interior paulista. “Consolidar nossa OSS, como referência de saúde regional, é acima de tudo, oferecer prestação do serviço de assistência médica de excelência, através da capacitação permanente de nossa equipe e principalmente, zelar pelo respeito e compromisso aos nossos usuários”, relata o diretor-presidente da organização, Fábio Antônio Óbici, que em nome de toda diretoria fala dos novos desafios para 2019. “É uma busca contínua, temos muitas reformas para realizar e com toda evolução tecnológica, as adequações tanto materiais quanto pessoais, são constantes”, conclui.
Em 2019 a Santa Casa criou o Pronto Atendimento e Policlínica, que conta com atendimentos de convênios e particular, que visa agilizar atendimentos aos usuários do SUS nos casos de acidentes de poli traumatismo e picada de escorpião e gestantes. Além disso, o hospital se tornou campo de ensino para alunos dos cursos de Medicina, Técnico e Auxiliar de Enfermagem, com vagas para Residência Médica e para Área de Enfermagem.
Mas, mesmo com todas essas conquistas e demais projetos em andamento, todas as forças da diretoria estão voltadas em 2019, para a inauguração do Centro de Hemodiálise.
“Nosso Centro de Hemodiálise, está pronto, equipado com o que existe de mais moderno no tratamento de doença renal, mas vivemos em um país que depende de políticas públicas e infelizmente ainda não encontramos esse apoio que é essencial para que possamos oferecer essa melhoria de vida aos pacientes que necessitam do tratamento e que hoje, viajam três, quatro vezes na semana para realizar o procedimento em cidades vizinhas, mas estamos trabalhando para que nessa mesma data em 2020, possamos celebrar o funcionamento do Centro de Hemodiálise”, confirma o superintendente, Sebastião Silva.

DA REDAÇÃO
Andradina


Compartilhe esta notícia!
Mostrar mais
Carregar mais em Andradina

Veja também

Equipe da Frente de Trabalho atua na limpeza de áreas públicas

Compartilhe esta notícia!DA REDAÇÃO – ANDRADINA A equipe do Programa Especial de Aux…