AndradinaBrasilCidades

Ademar Gomes vai ministrar aula magna de Direito no dia 29

ANTÔNIO CRISPIM – ANDRADINA

A Faculdade de Direito de Andradina, aprovada há poucos dias pelo Ministério da Educação, já tem o calendário inicial definido. O vestibular será no dia 18 de abril, a partir das 19 horas, nas Faculdades Integradas Rui Barbosa (mantida pela Universidade Brasil). A aula magna está marcada para as 19 horas do dia 29, no Centro Cultural Pioneiros de Andradina e será ministrada pelo criminalista Ademar Gomes, um dos mais reconhecidos do país, que é natural de Andradina. O convite foi feito pelo reitor da Universidade Brasil, Fernando Costa, que também está presente. “Estamos convidando autoridades locais e representantes da sociedade civil”, disse o diretor da Firb, Murilo Mendes de Angelo.
O curso de direito foi um dos cinco apresentados pelo doutor Fernando Costa logo após assumir as Faculdades Integradas Rui Barbosa, de Andradina. Todos os cursos já foram aprovados pela Comissão de Avaliação do Ministério da Educação: Biomedicina (outubro), Direito e Odontologia (dezembro), Psicologia (fevereiro) e Enfermagem (março). Direito, com 90 vagas, foi o primeiro autorizado pelo Ministério da Educação.
Segundo Murilo Mendes de Angelo, as inscrições para o vestibular podem ser feitas presencialmente nas Faculdades Integradas Rui Barbosa, na Avenida Rodrigues Alves esquina com Rua Ceará, em Andradina, ou mesmo pelo telefone a partir das 13 horas. A inscrição é gratuita.
A direção das Faculdades Rui Barbosa informou que o calendário está sendo adequado para permitir o início das aulas neste semestre. Para cumprir a carga horária de 100 dias de aula, será necessário calendário especial com reposição aos sábados e até mesmo no período de férias. O calendário esndo elaborado pelo pró-reitor da Universidade Brasil, Ericson Dias Mello.

AULA MAGNA
O reitor da Universidade Brasil, Fernando Costa, sabe da importância do curso de direito para Andradina. E por isso decidiu convidar o andradinense Ademar Gomes, um dos maiores criminalistas do país, para proferir a aula magna. Mesmo distante de Andradina há mais de 50 anos, Ademar Gomes faz questão de manter vínculos com a cidade e recebeu o convite como uma homenagem por sua trajetória profissional.
HISTÓRIA
Filho de barbeiro e de uma dona de casa, Ademar Gomes nasceu em Andradina no dia 21 de março de 1943. É casado com a também advogada Fátima Gomes e os dois possuem três filhas. Hoje, o criminalista faz parte da alta sociedade paulistana, com empresa instalada na Avenida Brasil, região dos Jardins, um dos pontos mais caros do Brasil, assessora mais de 300 empresas de grande porte e atua em 13 mil processos no Judiciário.
O salão de seu pai era na Rua Sergipe (hoje Alexandre Salomão). Nesta rua, próxima à estação ferroviária, havia muitas pensões. Muito ativo, o garoto Ademar já ganhava seu próprio dinheiro carregando bagagens de quem chegava à estação ou como engraxate. Foi uma infância típica de cidade interiorana, com brincadeiras como soltar pipa, jogar bolinha de gude e machucar o pé jogando futebol nas ruas empoeiradas da cidade que nasceu.
“Aos 12 anos fui ser contínuo no banco Noroeste e aos 17 anos, ou seja, em 1960, fui transferido para São Paulo. Nunca me envergonhei da minha origem, em todas as palestras que realizo tenho a honra de falar da mesma com orgulho, inclusive de minha querida Andradina”.
Mesmo passando pelas dificuldades impostas pela vida, Ademar não desistiu. Sonhava trabalhar no banco. Para tanto, engraxava o sapato do gerente e sempre insistia por um emprego, mesmo se fosse para limpar o chão da agência. O homem olhava para ele, incrédulo, pois tratava-se apenas de uma criança, quase adolescente, ansiando por uma vida melhor. Até que certo dia, o gerente foi convencido e deu-lhe o emprego.
Além de trabalhar e brincar, como toda criança, Ademar não se descuidava dos estudos. Em1963, já como funcionário do Banco Noroeste, formou-se em técnico de contabilidade e, em 1975 em Direito. “Sempre tive vocação pelo Direito e, principalmente pela área criminal, pois entendo que o advogado não defende o crime, mas sim a aplicação justa da lei”.

A7 Fernando Costa.jpg

Comment here