AndradinaBrasilCidades

Terreno foi doado pelo município ao Ministério Público em novembro de 2014

ANTÔNIO CRISPIM – ANDRADINA

A construção do prédio próprio do Ministério Público de São Paulo em Andradina é um antigo desejo das autoridades da cidade e da região (Castilho, Murutinga do Sul e Nova Independência). A obra chegou a ser lançada em outubro do ano passado, porém, ainda não saiu do papel. A reportagem entrou em contato com a assessoria do MP, que está levantando os dados. A empresa contratada para execução do serviço também não se manifestou. O valor da obra é de 771.399,85.
O contrato com a THI Engenharia e Arquitetura, de São Paulo, foi assinado no dia 28 de setembro de 2018. De acordo com o despacho do Diretor-Geral do MP, publicado no dia 16 de outubro no Diário Oficial, “a empresa contratada para construção de sede própria do MP-SP na cidade de Andradina, terá 300 dias para executar os serviços”. No entanto, até o momento só tem uma placa no local e um estrutura de madeira delineando o alicerce do prédio.
A empresa vencedora do processo licitatório tem experiência neste tipo de obra, pois já construiu sedes do MP em outras cidades.

HISTÓRIA
Em janeiro de 2014, a Prefeitura de Andradina desapropriou uma área de 800 metros que pertencia à Fundação Educacional, ao lado do fórum. A área foi doada ao MP para execução da obra. O documento oficializando a doação foi assinado no dia 10 de novembro de 2014, pelo então prefeito Jamil Ono.
Quase quatro anos depois de consumada a doação, o MP assinou o contrato para a execução da obra. No entanto, o prédio ainda não está sendo construído, o que causa estranheza em Andradina.

Prédio Ministério Público Promotoria Andradina (1).jpgINDICAÇÃO – Placa cita a obra e a empresa contratada, mas o trabalho não avança

Comment here