20.3 C
Araçatuba
terça-feira, agosto 16, 2022

Acidente com ônibus de sacoleiros mata duas pessoas e deixa 15 feridas

Duas mulheres morreram e 15 ficaram feridas em um acidente envolvendo um ônibus de sacoleiros na alça de acesso que liga a rodovia Marechal Rondon (SP-300) à vicinal de Mirandópolis, na região de Araçatuba. O veículo despencou de um barranco e caiu em uma ribanceira durante a madrugada dessa quarta-feira (18). As causas ainda estão sendo investigadas.

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, o ônibus saiu de São Paulo durante a noite de terça (17) e teria como parada final o município de Três Lagoas, estado do Mato Grosso do Sul. Antes de chegar ao destino, o veículo fez diversas paradas para deixar passageiros na região de Araçatuba.

A última parada foi em Mirandópolis, onde seis pessoas, além dos outros dois motoristas do ônibus, desembarcaram. O terceiro condutor assumiu a direção, mas na saída da cidade, ao tentar fazer uma curva na alça de acesso, perdeu o controle, bateu contra a defensa metálica e caiu em um barranco. O ônibus tombou com o impacto da batida. Duas passageiras, identificadas como Fernanda Araújo Brito, de 22 anos e moradora em Andradina, além de Jandira Amádio de Souza, de 72 e moradora em Guaraçaí, não resistiram aos ferimentos e morreram ainda no local.

Outros 15 passageiros ficaram feridos, sendo 11 levemente e quatro em estado mais grave. Eles foram socorridos com o auxílio de ambulâncias do município e equipes do Resgate, do Corpo de Bombeiros, até o Hospital Estadual de Mirandópolis. De acordo com o último boletim médico divulgado pela Secretária de Estado da Saúde de São Paulo, seis vítimas tiveram alta ainda durante a manhã de quarta, sete ainda continuavam internadas em observação, uma teve que ser removida para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e outra passava por avaliação clínica para fazer cirurgia. “Todas as vítimas foram recebidas por uma equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros e assistente social e passaram por raio-x, tomografia e exames de sangue”, informou o boletim.

CAUSAS

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, ainda é cedo para saber o que pode ter causado o acidente. O motorista passou pelo teste do bafômetro, mas o resultado deu negativo para embriaguez. De acordo com o tenente Gercimar Dias dos Santos, uma das causas mais prováveis é a de que o condutor estivesse acima da velocidade permitida no trecho.

“É bem provável que o motorista estivesse um pouco acima da velocidade permitida, mas isso será apurado pela Polícia Civil e também após o resultado dos laudos periciais”, afirmou.

Após o acidente, o motorista foi levado para a delegacia, onde prestou esclarecimentos. Ele foi o único a não ficar ferido. O delegado responsável pelas investigações, Tiago Barroca, contou que o autor revelou não ter conhecimento do local e não sabia que a curva da alça de acesso era tão acentuada. O ônibus pertencia à empresa Aizza e Ferreira Viagens e Turismo (Marca Turismo), com sede em Três Lagoas (MS), e estava com toda a documentação regular.

A reportagem conversou com um dos motoristas do veículo. Sidmar Coluci havia acabado de desembarcar em Mirandópolis. Ele contou que dirigiu desde a capital paulista e fez a troca na cidade. “Aparentemente, o ônibus estava bom, não percebi nenhum problema. Mas, nunca se sabe, às vezes surge alguma coisa na hora”, relatou.

A Polícia Civil abriu inquérito para dar andamento às investigações. Os laudos da perícia técnica deverão ficar prontos em até 30 dias e poderão auxiliar na descoberta das verdadeiras causas do acidente.

Ultimas Noticias