Compartilhe esta notícia!

A Polícia Militar Ambiental realizou uma fiscalização em propriedades rurais e em uma madeireira no município de Nova Castilho, na manhã dessa sexta-feira (4). Em um dos sítios, as equipes verificaram o corte isolado de 67 árvores nativas. Em outro, foram 63 cortes.

Conforme informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, após a constatação das irregularidades, os policiais autuaram os responsáveis de uma das propriedades em R$ 40.200,00 e, na outra, em R$ 37.800,00. Ambos casos por explorarem qualquer tipo de vegetação nativa mediante corte isolado localizado fora de área de reserva legal.

Ainda durante as fiscalizações, os PMs constataram irregularidades no pátio de uma empresa voltada ao comércio de madeira nativa. O local vendia 466,44 m³ de madeira sem licença válida para todo o tempo de viagem, além de mais 568.3317 m³ de madeira sem licença válida para todo o tempo de armazenamento.

Por conta disso, foram lavrados dois autos de infração no valor total de R$ 310.431,00. Os casos não chegaram a ser registrados na delegacia local e, sim, de forma administrativa.


Compartilhe esta notícia!