Compartilhe esta notícia!

Policiais militares do 12° Baep (Batalhão de Ações Especiais) de Araçatuba prenderam, na noite de sexta-feira (28), dois rapazes, um de 21 e outro de 22, suspeitos de terem assaltado uma residência localizada no bairro São Sebastião e terem feito seis moradores reféns dentro do banheiro durante a ação criminosa. Um terceiro suspeito de ter participado do roubo, um adolescente de apenas 13 anos, conseguiu fugir e até o fechamento dessa edição não tinha sido localizado.

Segundo informações apuradas pela reportagem do jornal O LIBERAL REGIONAL, o crime ocorreu por volta das 20h. Os três autores, dois deles armados com revólveres, invadiram o imóvel e anunciaram o assalto. Eles renderam uma coordenadora de 64 anos, uma dona de casa de 60, uma advogada de 25, uma estudante de 16 e o irmão dela de 13 anos.

Os criminosos fizeram diversas ameaças e trancaram todas as vítimas dentro do banheiro. Enquanto isso, eles aproveitaram para vasculhar todos os cômodos da casa. Por fim, os investigados fugiram levando celulares, notebooks, leitor digital e joias.

PRISÃO

Alguns minutos depois, o Copom (Central de Operações da Polícia Militar) comunicou as viaturas nas ruas sobre o roubo em andamento com retenção de vítima. As equipes começaram a fazer diligências, na tentativa de localizar os bandidos com algumas características repassadas.

O primeiro abordado foi um rapaz, identificado pelas iniciais C.H.S.N. Ele caminhava por uma rua do bairro Chácaras TV com uma mochila nas costas. O Baep decidiu realizar o procedimento de revista e dentro da mochila localizou alguns objetos subtraídos da residência.

O indiciado, que já é conhecido nos meios policiais por roubo, confessou participação na ação criminosa. Ele foi levado para a delegacia, onde prestou depoimento.

Enquanto isso, outra equipe do Baep estava pelo bairro Águas Claras quando conseguiu abordar o segundo participante do roubo. Ele também teria confessado participação e guardava porções de crack e 17 de maconha dentro da casa onde mora. Além disso, a polícia apreendeu um revólver de calibre 32 com a numeração raspada, quatro cápsulas e um capuz.

O suspeito disse, também, que o adolescente de 13 anos seria o último integrante e que ele morava no imóvel ao lado. O menor não foi encontrado, mas dentro da residência dele, os PMs localizaram outros objetos subtraídos durante o assalto. As buscas foram acompanhadas pela mãe do infrator. Até agora, ele não havia sido localizado.

RECONHECIMENTO

A dupla foi reconhecida pelas vítimas do roubo na delegacia. No total, a PM apreendeu e conseguiu recuperar seis celulares, três notebooks, um leitor digital, além de peças de joias. Os objetos foram devolvidos aos proprietários. Apesar do susto, ninguém ficou ferido.

Os presos foram transferidos na manhã desse sábado (29) para a cadeia pública de Penápolis, onde devem aguardar vaga em alguma unidade prisional da região. A Polícia Civil abriu inquérito para dar prosseguimento às investigações.


Compartilhe esta notícia!